Parauapebas

Valmir Mariano a um passo de assumir cadeira na Alepa

O deputado estadual Fernando Coimbra, aquele eleito pelo PDT e cujo Valmir da Integral é suplente, já assinou a ficha de filiação ao PSD, confirmando a previsão feita pelo Blogger. …

O deputado estadual Fernando Coimbra, aquele eleito pelo PDT e cujo Valmir da Integral é suplente, já assinou a ficha de filiação ao PSD, confirmando a previsão feita pelo Blogger. Para que toda a previsão se confirme Coimbra deverá ser nomeado secretário de Estado, abrindo a porta para que Valmir assuma o cargo na Alepa e, em cumprimento ao acordo celebrado em Belém na semana passada, desista de disputar a prefeitura de Parauapebas em 2012, apoiando ou até sendo o vice na chapa encabeçada por José Rinaldo (PSDB).

14 comentários em “Valmir Mariano a um passo de assumir cadeira na Alepa

  1. Pedetista revoltada com Giovanni Queiroz Responder

    Sabe la o que dr giovanni Queiroz não aprontou com o valmir da Integral e o deputado Fernando Coimbra? pois se não saben em alguns lugares do estado do pará o Giovanni vendeu o PDT para os prefeitos em troca de secretarias para os filiados do partido.. Voçes podem estar comprado gato e pagando lebre, como fiz durante muitos anos. Enganada com o presidente estadual e deputado Dr |Giovanni Queiroz….

  2. Nome (obrigatório)vida Responder

    Moro no peba há 29 anos, e ese filme é repetido.Quando a Meire era a predileta para as eleiões de 96, eles vieram e compraram-na; nesse inteirim o Ney começou a crescer, eles o compraram também por 700.000 e um carro golf. Agora ocorreu o mesmo com oseu valmir, pois, o mesmo grupo o comprou e candidato que se vende não merece o meu voto e nem o de um cidadão de bem que ama seu povo e sua cidade e deseja ver um povo prospero e uma cidade linda de se viver.

  3. cidadão peba Responder

    Concordo com vc Heráclito, é realmente uma pena, qdo fiquei sabendo de todo esse “bafafá” achei que a equipe do PDT teria q acompanhar seu valmir, mas agora penso que eles estavam corretos, é muita falta de saber o que quer, mas na verdade até sei, é mais um com interesse pessoal, o POVO que deveria ser a prioridade do Sr. Valmir não está sendo colocado em último lugar. Com tudo isso, vai uma sugestão para o PDT: Lançe seu próprio candidato a prefeito, tem uns nomes bons e vamos testar também. Quem sabe não sai de lá um Salvador da Patria e faz uma administração como realmente dever ser feita. Tchauuuuuuuuuuuuuu

  4. Vicente Reis Responder

    Previsões, companheiros, foram as que diziam que o Seu Valmir iria se filiar ao PSDB e TODAS elas foram furadas, inclusive do Zé Dudu.

    Esse boato maldoso, disfarçado de previsão, de que há um acordo entre eles para que ele (Valmir) desista em nome do Zé Rinaldo é absurdo e calunioso.

    Não faz o menor sentido, se todo mundo parar pra pensar em vez de seguir delírios de pseudo analistas.

    01. Quem está há muito tempo na frente nas pesquisas, é o Valmir, não o Zé Rinaldo.
    02. Valmir teve convite para ir pro PSDB e de lá, ser prefeito; não precisaria barganhar o que já lhe foi oferecido.
    03. Valmir desistir, não faz de Zé Rinaldo, um bom (ou mal) candidato.
    04. De novo: o mandato de deputado não depende de ninguém, a não ser dele mesmo (caso se confirme, claro). Se ele estivesse disposto a qualquer coisa pelo mandato, era só ele continuar no PDT, já que ele é, desde a eleição passada o 1º suplente. Não seria necessária essa ginástica toda.

    Acordem, amigos. A campanha já começou. Este tipo de notícia e ainda mais colocada dessa forma, nada mais é que uma campanha de desconstrução de imagem da oposição, notadamente do PMDB neste caso.

    Seu Valmir afirmou-se como o grande nome em oposição a este governo, com maiores chances de vencer a máquina que está se formando para promover a continuidade deste grupo que ora ocupa o poder. Isto trará, certamente, reações de quem está no poder, mas também de oposicionistas que querem eles, mesmos, comandar a oposição, ignorando o apelo que veio das urnas na última eleição, em que os supostos “medalhões”, “campeões de votos”, tiveram de botar suas barbas de molho.

    O momento é de reflexão. Quanto mais a oposição se esfacelar, mais fácil será para o governo, perpetuar sua influência. Alguém quer mesmo mais 04 (ou 08) anos disso? Um governo cuja maior obra é o seu próprio escritório, orçado, segundo ela mesma, em apenas 12 milhões???? Com TODO o recurso que este município dispõe???? Eu não posso mesmo acreditar que alguém pense assim

  5. 25 anos de pebas Responder

    Caro Heraclito,
    Não sei a quanto tempo voçê tem de pebas, mais te digo algo, dos que ja sentaram na cadeira macia, tiro meu chapeu para um comerciante que deu um Show um administração publica, ele pensou no seu proximo e nao em sim mesmo, fez as melhores obras que parauapebas ja teve, um exemplo é o sistema de agua e esgoto, que os outros que entraram nao deram continuidade. Na epoca a receita nao chegava a 2 milhões mês. E olha que ele so passou 4 anos e esses outros ja estao com 8 e nada….
    Chico das cortinas esse merece.

  6. Heráclito Responder

    É uma pena ver um candidato que era a esperança de renovação (Valmir da integral) se mostrar apenas mais um entre as raposas velhas. Para 2012 não temos um nome que inspire confiança. Tomara que surja algo que preste. Com esses nomes que estão ai, nem vou votar no dia da eleição.

  7. Carlos Responder

    O blog aceitou mesmo…e em minha opinião ele assumindo pode esquecer o sonho de ser prefeito…além de um deputado não ganha para prefeito do pebinha…ele não vai nem querer pois o acordo é para ele apoiar ou Zé reinado ou ser vice….eu acho que nem pra vice ele presta mais…

  8. O Nativo Responder

    Informações vindas de Belém dão conta de que Valmir é sim candidato a prefeito de Parauapebas, o Zé que vem aí, é que será candidato a vice, inclusive segundo fontes segura o Zé participou de parte da reunião entre: Valmir; Jatene e Sérgio Leão, quando foi definido em qual partido PSD ou PSDB o homem da Integral se filiaria. O mandato de Deputado Estadual é tão somente para dá visibilidade política ao moço.

  9. José Omar Responder

    A questão é controversa e deve acabar na justiça. A brecha prevista pela legislação beneficia o cidadão QUE JÁ É DETENTOR DO MANDATO e migra para partido politico novo,escapando assim da regra da fidelidade partidária, que prevê ser o mandato do partido e não do politico. Essa é a fundamentação legal que permitiu a revoada de politicos com mandato para o ressurgimento do PSD. Muitos juristas,no entanto, digamos mais prudentes,prevêm que uma exigência adicional deva também ser cumprida, qual seja a do politico detentor de mandato tenha assinado a ata de fundaçao do novo partido para assegurar os beneficios legais.
    A situação do pré-candidato valmir é distinta: ele ainda não é detentor do mandato; como suplente certamente não haverá de dispor das prerrogativas do titular, dentre as quais imunidade e,por analogia, os beneficios que essa janela legal proporciona.
    Por essa razão, o PDT estadual deve pleitear a vaga que surgirá na ALEPA em razão da cassação do deputado Fernando Coimbra ou, como anuncia o blogger, por sua nomeação como secretario(alternativa que,pessoalmente, acho remota).Nesse caso, como afirma o comentarista DANIEL DE SÁ, a vaga deve ir para o médico de xinguara que é o segundo suplente na coligação vigente à época das eleições.
    Diante das alternativas e considerando que o PDT pode vir a ter sucesso nos tribunais, esse acordo que o pré-candidato valmir teria celebrado em belém é,no mínimo,improvável e heterodoxo.
    A conferir, então.

  10. guri Responder

    José Rinaldo (PSDB) fraco de mais ele tem que se toca , homem de 5 mil votos e olhe la se tira isso, se sai candidato a vereador nao passa de 300 votos. quer ja pega o peito da vaca holandessa e molecagem . heheheheeh
    vai da PTRALHAS DE NOVO

  11. DANIEL DE SÁ Responder

    Caro Zé Dudu,
    a caminhada de Valmir Mariano para se tornar um parlamentar na Assembléia Legislativa do Pará será postergado por mais um bom período, pois é sabido por todos que ele deixou a sigla do PDT para ir pro ninho do Tucunato. Neste sentido, conforme prevê a Lei do TSE que trata da fidelidade partidária, o sucessor de Fernando Coimbra é o Dr. Moacir de Xinguara.

    • Zé Dudu Autor do postResponder

      A vaga é de Fernando Coimbra, que, conforme o post também foi para o PSD. Assim sendo acaba a participação do PDT no mandado do deputado.

Deixe seu comentário