Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Uniforme escolar será entregue aos estudantes da Rede Municipal de Ensino

A parceria entre Prefeitura de Parauapebas e CoopeCorte tem como principal objetivo fomentar a economia local e distribuir a renda entre as cooperadas
Continua depois da publicidade

Francilda Tavares é uma das costureiras cooperadas que trabalha para entregar as camisetas que compõem o uniforme escolar dos alunos da Rede Municipal de Ensino de Parauapebas. “Agradeço todos os dias ao governo Darci, pela oportunidade que nos é dada em contribuir e em retribuição o fomento de nossa economia pessoal e de todas as cooperadas”, afirmou Francilda Tavares, costureira que trabalha em um dos 10 ateliers filiados à Cooperativa Mista de Produção e Comercialização das Costureiras e Costureiros de Parauapebas (CoopeCorte).

A parceria entre Prefeitura Municipal de Parauapebas, através da Secretaria Municipal de Educação, com a Cooperativa Mista de Produção e Comercialização das Costureiras e Costureiros de Parauapebas (CoopeCorte) teve como principal objetivo fomentar a economia local e distribuir a renda entre as cooperadas que estão trabalhando com a qualidade necessária.

Para a presidente da Coopecorte, Darcinete da Conceição Silva, a contratação dos serviços dos ateliers renovou as esperanças das cooperadas que, desde a segunda quinzena do mês de agosto, trabalham para entregar a encomenda com qualidade e no prazo combinado; e diz já planejar a aquisição de novas máquinas e capacitação das cooperadas.

“Uma iniciativa que vai contribuir para o desenvolvimento socioeconômico da cidade e valorizar da mão-de-obra local”, afirmou o Secretário Municipal de Educação, Raimundo de Oliveira Neto, ao visitar os ateliers, filiados à CoopeCorte, onde estão sendo fabricados os uniformes que chegarão aos mais de 48 mil estudantes da rede municipal de ensino de Parauapebas.

Veja também:  Comunidade cobra do governo soluções para os problemas na educação

Mesmo assim, as cooperadas produzem 200 unidades por dia em cada atelier, um total de 2 mil camisetas. “Estamos acompanhando a produção nos ateliers para que na próxima semana possamos fazer a entrega aos estudantes. Porém, elas não vão parar, pois, já iremos entrega-las a missão de iniciar a fabricação dos uniformes que entregaremos logo no início de 2019”, explicou Raimundo Neto, dando conta de que a cooperativa, através de suas cooperadas, demonstrou ser capaz e por isto a parceria deve continuar.

Quem também acompanhou a visita aos atelier foi o Líder do Governo na Câmara Municipal, vereador Luís Castilho (PROS). Em sua visão, a ação do governo em dar a missão de confeccionar os uniformes a costureiras organizadas em cooperativa vem de encontro com a resposta à situação de desemprego que existe na cidade. “Estas mulheres trazem em seus nomes a profissão, pois, já são chamadas de ‘fulana’ costureira. Assim, são, de fato, as pessoas mais indicadas para costurar esta importante ação do governo”, resumiu Castilho.

Deixe uma resposta