Pará

Unifesspa inicia construção da sede do campus de Santana do Araguaia

Com muito entusiasmo e expectativa foi lançada, no último dia 8, a pedra fundamental da sede do campus universitário da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) em Santana do Araguaia. A solenidade marca o início das obras de construção de sete laboratórios que atenderão às atividades dos cursos do Instituto de Engenharia do Araguaia (IEA) da Unifesspa.

Mesmo no atual cenário de crise e restrições orçamentárias das universidades federais no país, a Unifesspa segue avançando com mais essa importante obra para sua consolidação no sul e sudeste paraense.  Em seu pronunciamento, o reitor da Unifesspa, prof. Dr. Maurílio de Abreu Monteiro, destacou que a obra só foi possível graças a recursos externos do orçamento da universidade, vindos de emendas parlamentares dos deputados federais da bancada paraense.

“Essa conquista só está sendo possível graças ao engajamento da população e ao diálogo e atenção que os políticos estão tendo com a região e com a Unifesspa. Lutaremos, agora, por novos investimentos para a construção das salas de aulas, prédio administrativo e espaço de convivência que irão beneficiar nossa comunidade acadêmica”, declarou.

Segundo o reitor, após consolidar a estrutura física do campus, permitindo espaços adequados para as atividades, será possível conseguir novos servidores e fazer com que o campus se torne uma referência para os estudantes de todo o país. Monteiro defendeu ainda que “a sociedade deve se mobilizar na construção diária dessa universidade que é excelente e popular”.

O prefeito de Santana do Araguaia, José Rodrigues, falou da sua alegria com o início dos trabalhos. “Estamos muito felizes em fazer parte do lançamento dessa obra. É um presente que estamos recebendo”, disse. O prefeito classificou ainda como importante a parceria entre o município e a universidade para o crescimento e desenvolvimento do município e região.

Já a diretora do IEA, Elizabeth Kochhann, declarou que “um dos maiores impactos com a consolidação da Unifesspa vai ser a qualificação de pessoas com a mentalidade mais aberta, que será convertida numa alteração da oferta de trabalho na cidade, que ainda é bastante carente”.

A obra

Numa área de 1.135m², serão construídos sete laboratórios que terão capacidade de atender 200 alunos por dia. Sob responsabilidade da empresa Topázio Construções Ltda, a previsão é de que as obras sejam finalizadas em outubro.

Com um orçamento de quase R$ 2 milhões, as novas instalações irão beneficiar os cursos de licenciatura em Matemática e bacharelado em Engenharia Civil do Instituto de Engenharia do Araguaia (IEA).

A Unifesspa já adquiriu os equipamentos e microcomputadores para esses laboratórios com recursos também provenientes de emendas parlamentares, fruto de articulação política da administração superior da universidade com a bancada paraense.

Deixe seu comentário