Tucuruí vai informatizar atendimentos domiciliares dos agentes de saúde

Medida visa ao fortalecimento das ações de cadastramento da população usuária do SUS, que soma 92 mil. Governo local vai comprar 150 tablets e distribuir a equipes para otimizar serviço.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A era digital vai alcançar, em breve, os trabalhadores da saúde comunitária de Tucuruí, um dos municípios mais ricos do Pará. Lá, o prefeito Artur Brito autorizou a compra de 150 tablets para que os agentes comunitários registrem as visitas domiciliares, de maneira a implementar e a fortalecer as ações de cadastramento da população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS). O custo do investimento é estimado em aproximadamente R$ 138 mil e as propostas comerciais devem ser apreciadas no dia 6 de maio.

Tucuruí já até perdeu recursos da saúde pela falha no cadastramento ideal máximo de famílias, já que a quantidade de habitantes assistidos pelas equipes de saúde da família e de atenção primária potencializa o repasse financeiro para custeio desse serviço. Mas a prefeitura acredita que os tablets vêm para melhorar a qualidade e o tratamento das informações coletadas, evitando retrabalho com lançamento manual, digitação de fichas e redução de impressos. Além disso, todo o trabalho das equipes poderá ser acompanhado pelos gestores.

O orçamento da Saúde de Tucuruí para este ano é de cerca de R$ 100 milhões. No ano passado, o governo local previu R$ 87,3 milhões no serviço.

Publicidade