Tráfico: dois homens e uma mulher presos em flagrante pela PM

Um deles chegou a oferecer R$ 10 mil à guarnição policial para que os outros dois não fossem presos. A oferta foi recusada e todos foram algemados e levados para a Delegacia de Polícia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
A droga encontrada com os ocupantes do carro

Continua depois da publicidade

Na noite deste sábado (26), por volta das 21h30, uma guarnição das Rondas Ostensivas com Apoio de Motos (Rocam), apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, com apoio da guarnição da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), três acusados de tráfico de entorpecentes: os irmãos Bruno Santos de Sousa, 25 anos de idade, Pablo Santos Sousa 26, e ainda Dhully Aley da Silva Gonçalves, 21, cunhada de Bruno.

Segundo a guarnição, o trio foi pego na Rua Manoel Bandeira, Bairro da Paz, quando os PMs realizavam policiamento ostensivo, durante abordagem ao veículo VW Polo, cor branca, placas JIX-1F98/Parauapebas-PA.

Dhully Gonçalves e Bruno de Sousa, que dirigia o carro, não portavam documentos pessoais. Feita a revista pessoal, foram encontradas quatro trouxinhas de maconha prensada em um dos bolsos da bermuda dele. Interrogada, Dhully retirou do cós da bermuda mais cinco papelotes da mesma droga. Em busca no interior do veículo foram encontradas, no teto solar, mais sete embalagens de maconha. Toda a maconha encontrada pesou 376 gramas.

De acordo com os PMs, quando o veículo passava por inspeção policial, Pablo Sousa chegou ao local e, se identificando como irmão de Bruno, ofereceu R$ 10 mil para que a guarnição liberasse seu irmão e sua namorada, Dhully. Imediatamente, os três receberam voz de prisão, foram algemados e conduzidos para a 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil. (Caetano Silva)