Traficante preso em flagrante tenta subornar policiais do Grupo Tático

O homem ofereceu R$ 660,00 aos policiais militares em troca da liberdade. A oferta não foi aceita e agra ele está atrás das grades
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Por volta das 10h40 desta segunda-feira (20), o GTO (Grupo Tático Operacional) prendeu, na invasão do Bairro Ipiranga II, Aderlan Moraes dos Santos. Flagrado com maconha, cocaína e crack e armado com um revólver calibre 38, marca Smith & Wesson, ele admitiu ser traficante e disse que a arma serviria para defendê-lo dos inimigos. No momento do flagrante, o barraco em que o homem estava, se encontrava cercado de dependentes químicos. Com ele foram encontrados ainda R$ 660,00.

Ao fazer ronda pelo local, os policiais perceberam a movimentação suspeita de pessoas em frente ao casebre de Aderlan e iniciaram uma abordagem. Ele carregava uma sacola de plástico, a qual jogou no matagal e tentou correr, mas foi alcançado pelos PMs.

Na sacola havia uma pequena balança de precisão, 52 gramas de maconha, 56 gramas de crack e um grama de cocaína. Com Aderlan foram encontrados o revólver carregado e o dinheiro. Após admitir ser traficante, ele recebeu voz de prisão, mas ainda não se deu por vencido, tentou subornar os PMs: “Fiquem com esses R$ 660,00 reais para a gente resolver aqui mesmo e que eu seja solto”, propôs ele aos policiais, que o levaram preso para a 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil.

(Caetano Silva)

Publicidade