Traficante preso em flagrante tenta subornar policiais do Grupo Tático

O homem ofereceu R$ 660,00 aos policiais militares em troca da liberdade. A oferta não foi aceita e agra ele está atrás das grades
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Por volta das 10h40 desta segunda-feira (20), o GTO (Grupo Tático Operacional) prendeu, na invasão do Bairro Ipiranga II, Aderlan Moraes dos Santos. Flagrado com maconha, cocaína e crack e armado com um revólver calibre 38, marca Smith & Wesson, ele admitiu ser traficante e disse que a arma serviria para defendê-lo dos inimigos. No momento do flagrante, o barraco em que o homem estava, se encontrava cercado de dependentes químicos. Com ele foram encontrados ainda R$ 660,00.

Ao fazer ronda pelo local, os policiais perceberam a movimentação suspeita de pessoas em frente ao casebre de Aderlan e iniciaram uma abordagem. Ele carregava uma sacola de plástico, a qual jogou no matagal e tentou correr, mas foi alcançado pelos PMs.

Na sacola havia uma pequena balança de precisão, 52 gramas de maconha, 56 gramas de crack e um grama de cocaína. Com Aderlan foram encontrados o revólver carregado e o dinheiro. Após admitir ser traficante, ele recebeu voz de prisão, mas ainda não se deu por vencido, tentou subornar os PMs: “Fiquem com esses R$ 660,00 reais para a gente resolver aqui mesmo e que eu seja solto”, propôs ele aos policiais, que o levaram preso para a 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil.

(Caetano Silva)

Publicidade
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir