TCU entrega lista de gestores com contas irregulares ao TSE

7.354 mil estão impedidos de concorrer. Nos estados do Norte são 1.317 gestores cujas contas foram reprovadas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Brasília – Totalizou 7.354 a relação com o nome de gestores cujas contas foram julgadas irregulares, em todo o Brasil pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Na segunda-feira (14), o presidente do órgão, ministro José Mucio Monteiro, entregou ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, a relação com os nomes divididos por região. Desse total, eventualmente, só poderão concorrer a prefeito ou vereador aqueles que conseguirem uma liminar na justiça que pode ser cassada antes ou depois da diplomação, caso o candidato seja eleito.

O TCU não registra, em sua base de dados, números referentes aos anos de 2010 e 2012 – as primeiras eleições com a Lei da Ficha Limpa vigente. No entanto, a Corte, à época, divulgou o número de 6.000 vetados em 2012 e 4.922 em 2010.

Nas eleições municipais de 2014, foram 6.819 o número de barrados, segundo o TCU. Já nas eleições de 2016, foram 7.315 os impedidos de concorrer. O recorde, entretanto, foi registrado nas últimas eleições de 2018, quando, naquele ano, que teve eleições para os cargos de presidente, governador, senadores e deputados, foram vetadas 8.057 pessoas.

Dessa forma, a lista completa conta com mais de 40.000 vetos desde que a lei passou a ser aplicada.

A data da entrega da lista ao TSE, que originalmente acontece até o dia 15 de cada ano eleitoral, neste ano, em decorrência da pandemia de Covid-19, foi prorrogada para até o dia 26 de setembro, de acordo com a Resolução TSE 23.627/2020.

Na segunda-feira (14), a região Nordeste aparece com 2.924 nomes na lista, seguida pela região Sudeste, com 1.685 gestores. As regiões Norte e Centro-Oeste trazem, respectivamente, 1.317 e 826 nomes. Já no Sul aparecem 582 pessoas. Como a lista é dinâmica, esses números podem sofrer alterações diariamente. O TCU fará a atualização diária desses dados até o último dia do ano. Cabe à Justiça Eleitoral, dentro dos critérios legais, declarar ou não a inelegibilidade desses gestores.

A lista contempla todos os responsáveis que tiveram suas contas julgadas irregulares com trânsito em julgado a partir de 15/11/2012 (últimos 8 anos). Após sua disponibilização, a lista será atualizada diariamente.

Como acessar a lista

O Tribunal disponibiliza a lista de responsáveis com contas julgadas irregulares, em tempo integral, na página https://contasirregulares.tcu.gov.br/

Para acessar os dados segmentados por ano, estado, município, entre outros tipos de relatórios, acesse: https://contasirregulares.tcu.gov.br/ordsext/f?p=105:16

Veja também a cartilha que o TCU preparou sobre o tema.

Candidato barrado, só concorre se obter uma liminar

Os vetados poderão concorrer nas eleições por meio de liminar. Mas, se eleitos, o mandato dependerá de decisão final da Justiça. Os tribunais de contas dos Estados e cidades também mandarão listas até o fim deste mês.

O TCU disponibilizou um sistema em que é possível usar um de telefone do TCU para checar se qualquer nome está na lista. Basta mandar uma mensagem por WhatsApp neste número: +55 (61) 35272000. A pergunta é respondida imediatamente por inteligência artificial.

Publicidade