Redenção: Polícia Civil prende grupo criminoso especializado em roubo a banco e carro-forte

Durante a operação, a Polícia Civil apreendeu fuzis e 75 quilos de munições de diversos calibres, além de explosivos que seriam usadas nos ataques às agências bancárias
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Em uma operação realizada na manhã desta terça-feira (15), a Polícia Civil do Pará conseguiu desarticular um grupo criminoso especializado em ataques a carros-fortes no estado do Pará e em outros estados do país. Segundo a polícia, as investigações começaram no dia 5 de fevereiro, quando assaltantes fortemente armados atacaram um veículo de transporte de valores na BR-158, próximo ao distrito de Casa de Tábuas, município de Santa Maria das Barreiras, no sul do Pará.

Durante as diligências da ‘Operação Ultimato’, as equipes de campo e inteligência da Delegacia de Repressão a Roubos a Banco e Antissequestro (DRRBA) e da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) cumpriram mandados de prisão preventiva de integrantes e apreensão dos armamentos da quadrilha, no dia 11 de setembro, em cidades do sul e sudeste do estado e no estado da Paraíba.

A operação foi concluída nesta terça-feira, na cidade de Redenção, também no sul do estado. “Os acompanhamentos demonstraram que integrantes do bando realizaram na manhã da última quinta-feira (10), o roubo a uma caminhonete Hilux em Xinguara. Após a fuga, policiais civis fizeram a prisão de uma pessoa que estava com o veículo que deu apoio durante o roubo da Hilux. Após análise, foi constatado pelo chassi que a caminhonete era mais um veículo roubado pelo bando no mês de julho, no município de Ulianópolis”, detalhou o delegado-geral Walter Resende.

Segundo o superintendente, as caminhonetes eram roubadas e adulteradas com placas falsas, para serem utilizadas pela quadrilha em assaltos a carros-fortes e agências bancárias nas regiões da BR-010 e sul do Pará.

“Os integrantes são remanescentes de quadrilhas anteriormente investigadas pela DRRBA e já parcialmente desarticuladas, como o grupo que foi preso durante a Operação Coin, deflagrada em junho deste ano. Os criminosos estão envolvidos no ataque a um carro-forte entre Eldorado dos Carajás e Marabá, no dia 31 de agosto de 2019”, detalhou Walter Resende.

Ainda em Redenção foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva contra um homem que prestava apoio logístico para a preparação, execução e fuga após os ataques a veículos de transportes de valores. Segundo a polícia, as equipes também conseguiram localizar uma propriedade rural utilizada como base pelo grupo na zona rural de Ulianópolis, onde apreenderam quatro fuzis, 75 quilos de munições de diversos calibres, cordéis detonantes e 25 estopins para detonação.

Paraíba– De acordo com a Polícia Civil, na Paraíba foi cumprido o mandado de prisão preventiva contra um homem que está preso no sistema penitenciário por participação em ataque a carro-forte no município de Aparecida, em abril do presente ano. A operação contou com apoio de policiais civis da Superintendência Regional do Araguaia Paraense (SRAP) e do estado da Paraíba. Os presos foram ouvidos e já estão à disposição da Justiça.

(Tina Santos- com informações da Polícia Civil)

Publicidade