Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

PM e Civil desmantelam quadrilha de assaltantes em Parauapebas

Um foi encontrado morto, outro morreu em confronto, um terceiro foi preso e o quarto fugiu
Continua depois da publicidade

Uma quadrilha formada pelos indivíduos Elielson Trindade, 18 anos, o “Bred”; Thalisson Costa Mendes; Daniel Souza Reis, 19, conhecido como “Geladinho”; e um quarto não identificado, que vinha cometendo assaltos e aterrorizando a cidade, foi desarticulada nesta quarta-feira (8), em Parauapebas, pelas polícias Civil e Militar.

O corpo de Elielson Trindade, 18 anos, morto em circunstâncias misteriosas, foi encontrado na área da represa, no Bairro Tropical II, crivado de balas. O pai dele, de prenome João, contou que estava em casa quando ouviu estampido de tiros.

Logo em seguida, um colega do rapaz passou e disse que uma pessoa havia sido ferida em tiroteio. As irmãs de Elielson foram até a margem da represa e só encontraram a camisa e as sandálias do irmão e retornaram para casa, quando voltaram ao local, já o encontraram sem vida. João disse que o filho era viciado em entorpecentes e já havia se cometido assaltos, após se envolver com pessoas ligadas ao crime. Elielson morreu por volta das 12h. Já às 15 horas, a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão preventiva contra Thalisson Mendes Costa. Ele foi localizado e capturado no Bairro Jardim Tropical, acusado de ter cometido vários assaltos na cidade.

Veja também:  Líder de quadrilha que assaltou Bradesco de Jacundá é alvo da PM e Civil

E, aproximadamente 17h30, na Rua Manoel Bandeira, Bairro da Paz, ao ser abordado pela Polícia Militar, Daniel Souza Reis, 19, conhecido como “Geladinho” e “De Belém”, sacou de uma arma, que, em verdade, era uma imitação, e tentou intimidar os policiais, mas foi rechaçado a tiros e morreu ali mesmo.

O comparsa de “Geladinho”, não identificado, conseguiu fugir portando uma pistola calibre 380, cromada, roubada de um empresário da cidade durante um assalto, em que também perdeu dinheiro para os ladrões.

Segundo o tenente Freitas, da Policia Militar, contra “Geladinho” havia dois mandados de prisão preventiva pelos crimes de latrocínio, homicídio e assalto. O oficial afirmou que ele tinha “um amplo histórico de crimes”.

Deixe uma resposta