Tático da PM prende dois integrantes de bando que atacou empresa no Beira Rio

Os bandidos, em número de sete, invadiram o estabelecimento, renderam nove funcionários, levaram todos os objetos pessoais de valor dos empregados e ainda veículos da empresa
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Nove funcionários da empresa Recicle, localizada no Bairro Beira Rio, passaram momentos terror nas mãos de sete indivíduos armados, no final da tarde de ontem segunda-feira (19). O bando invadiu o estabelecimento por volta das 16h20 e manteve todos os empregados sob mira de armas. Enquanto isso, tomaram celulares, cordões, pulseiras, relógios e dinheiro de todos, levando ainda um notebook e outros objetos, além de veículos da empresa.

Antes da ação criminosa, segundo os funcionários que pediram para ter a identidade preservada, o bando foi visto dando voltas no quarteirão. E, depois de fazerem o levantamento da área, os bandidos invadiram a empresa por um terreno baldio, pularam o muro e entraram ao prédio. Agrediram o vigilante e pegaram a todos de surpresa.

Porém, minutos depois de terem saído, o Grupo Tático Operacional (GTO) da Polícia Militar levou presos, à 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, William dos Santos Marques, 23 anos, e um adolescente de 16 anos, acusados de participarem da quadrilha. Eles foram capturados pelo GTO na entrada do Bairro Nova Carajás. O restante do bando conseguiu fugir.

O adolescente dirigia um dos veículos levados pelo bando armado: três motos e um carro, que foi recuperado pela PM. Na casa de William a PM encontrou uma moto Honda Biz vermelha, sem placa, com registro de roubo.

O mais agressivo do grupo criminoso, segundo as vítimas, era justamente o adolescente. Foi ele quem agrediu o vigilante e ainda pisoteou a mão do homem; e também esbofeteou as mulheres.

 William foi enquadrado nos artigos 157 e 288, do Código Penal Brasileiro, respectivamente por roubo qualificado e formação de quadrilha. Já o adolescente responderá pelas infrações análogas ao crime de roubo e formação de quadrilha. A PM continua nas ruas a fim de pegar o restante da quadrilha.

(Caetano Silva)

Publicidade

Relacionados