Parauapebas

Tático da PM prende dois integrantes de bando que atacou empresa no Beira Rio

Os bandidos, em número de sete, invadiram o estabelecimento, renderam nove funcionários, levaram todos os objetos pessoais de valor dos empregados e ainda veículos da empresa

Nove funcionários da empresa Recicle, localizada no Bairro Beira Rio, passaram momentos terror nas mãos de sete indivíduos armados, no final da tarde de ontem segunda-feira (19). O bando invadiu o estabelecimento por volta das 16h20 e manteve todos os empregados sob mira de armas. Enquanto isso, tomaram celulares, cordões, pulseiras, relógios e dinheiro de todos, levando ainda um notebook e outros objetos, além de veículos da empresa.

Antes da ação criminosa, segundo os funcionários que pediram para ter a identidade preservada, o bando foi visto dando voltas no quarteirão. E, depois de fazerem o levantamento da área, os bandidos invadiram a empresa por um terreno baldio, pularam o muro e entraram ao prédio. Agrediram o vigilante e pegaram a todos de surpresa.

Porém, minutos depois de terem saído, o Grupo Tático Operacional (GTO) da Polícia Militar levou presos, à 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, William dos Santos Marques, 23 anos, e um adolescente de 16 anos, acusados de participarem da quadrilha. Eles foram capturados pelo GTO na entrada do Bairro Nova Carajás. O restante do bando conseguiu fugir.

O adolescente dirigia um dos veículos levados pelo bando armado: três motos e um carro, que foi recuperado pela PM. Na casa de William a PM encontrou uma moto Honda Biz vermelha, sem placa, com registro de roubo.

O mais agressivo do grupo criminoso, segundo as vítimas, era justamente o adolescente. Foi ele quem agrediu o vigilante e ainda pisoteou a mão do homem; e também esbofeteou as mulheres.

 William foi enquadrado nos artigos 157 e 288, do Código Penal Brasileiro, respectivamente por roubo qualificado e formação de quadrilha. Já o adolescente responderá pelas infrações análogas ao crime de roubo e formação de quadrilha. A PM continua nas ruas a fim de pegar o restante da quadrilha.

(Caetano Silva)

Deixe seu comentário