Tapajós e Águia empatam no Mamazão, na Ilha de Outeiro, pela segunda rodada do Parazão

O Azulão não soube aproveitar um jogador a mais em campo devido à expulsão de Bacuriteua do Boto
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
(Foto: Elailson Katola)

Continua depois da publicidade

A segunda rodada do Campeonato Paraense de 2021 foi encerrada na manhã deste domingo (7). Tapajós e Águia entraram em campo no gramado pesado do Estádio Luiz Omar Pinheiro, o Mamazão, em Outeiro, e acabaram empatando em 1 a 1. 

Os dois gols da partida foram assinalados no segundo tempo. O Azulão abriu o marcador com atacante Dé, aos dez minutos, com o Boto da Amazônia empatando em um golaço de falta de Paulo Curuá, aos 24. O time de Santarém ainda perdeu Bacuriteua, expulso de campo aos 29 minutos da etapa derradeira. 

O resultado deixou o Tapajós com um ponto no Grupo A2, segurando a lanterna. Já o Águia de Marabá segue invicto na competição, somando quatro pontos dentro do Grupo A3 e assumindo a liderança. O Tapajós volta a campo diante do Paragominas no domingo (14), às 16h, na Arena Verde, em Paragominas. No mesmo dia, o Águia visita o Bragantino, às 15h30, no Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão, em Bragança. Os confrontos serão válidos pela terceira rodada do Parazão 2021.

O jogo: Tudo igual em Outeiro!

A bola rolou no campo pesado do Estádio Mamazão, em Outeiro. Os jogadores tiveram dificuldades no decorrer da partida e poucos lances de perigo surgiram no primeiro tempo. Após lançamento para Ricardo Maranhão, o atacante do Tapajós não teve o domínio e a bola ficou nas mãos do goleiro João Ricardo. O Águia teve a chance de abrir o placar com o atacante Dé, que chutou e parou na boa defesa do goleiro Jader. 

Em outra descida do Azulão, o atacante Romarinho acabou escorregando na hora de definir a jogada. O Boto chegou a marcar: após cruzamento na área, William subiu de cabeça e balançou as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento da equipe de Santarém. O time de Marabá teve a última chance do primeiro tempo com Romarinho, que chutou pela linha de fundo. 

Na etapa derradeira, o Águia começou melhor e chegou com perigo. Dé tentou marcar e o goleiro Jader fez a defesa. No lance seguinte, Romarinho lançou para Dé que chutou, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora – quase o primeiro gol do Azulão Marabaense. De tanto insistir, o Águia abriu o placar com o atacante Dé, aos dez minutos, 1 a 0. Só dava Azulão. Em mais uma tentativa perigosa, o goleiro Jader livrou a barra do Tapajós.

Quem acabou marcando foi o Boto da Amazônia. Paulo Curuá cobrou falta com perfeição e marcou um golaço, aos 24 minutos, 1 a 1. Após o gol de empate do time santareno, Bacuriteua levou o segundo cartão amarelo e na sequência o vermelho, deixando o Boto com um jogador a menos em campo, aos 29 minutos. Apesar de ter um jogador a mais em campo, o Azulão de Marabá não soube aproveitar. Placar final: Tapajós 1 x 1 Águia.

FICHA TÉCNICA

TAPAJÓS: Jader; Bacuriteua, Ryan, Douglas, e Ricardinho, Paulo Curuá, Juninho, Juninho Silva e Adauto; William e Ricardo Maranhão (Júnior Rato). Técnico: Matheus Lima

ÁGUIA: João Ricardo; Bruno Limão, Júnior Gaúcho, Gilmar e Da Silva; Sousa, Balão Marabá (Danilo Galvão) e Matheus Rosas; Dé, Romarinho (Gustavo) e Veraldo. Técnico: João Galvão 

  • Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (CBF)
  • Assistente 1: Luís Diego Nascimento Lopes  (CBF)
  • Assistente 2: Renato Gomes da Silva (FPF)
  • Quarta árbitra: Gleika Oliveira Pinheiro (FPF)
  • Cartões amarelos: Bacuriteua (Tapajós); Juninho, Júnior Gaúcho, Da Silva e Sousa (Águia)
  • Cartão vermelho: Bacuriteua (Tapajós)
  • Gols: Dé, aos 10 minutos do 2° tempo para o Águia; Paulo Curuá, de falta, aos 24 minutos do 2° tempo para o Tapajós. 
  • Local: Estádio Luiz Omar Pinheiro, o Mamazão, em Outeiro 

Classificação do Parazão 2021

GRUPO A1

  1. Paysandu: 4 pontos
  2. Bragantino: 3 pontos
  3. Itupiranga: 0 ponto
  4. Gavião: 0 ponto

GRUPO A2

  1. Remo: 6 pontos
  2. Carajás: 3 pontos
  3. Tuna: 1 ponto
  4. Tapajós: 1 ponto

GRUPO A3

  1. Águia: 4 pontos
  2. Independente: 4 pontos
  3. Castanhal: 4 pontos
  4. Paragominas: 3 pontos
Por Fábio Relvas