Servidoras do Sistema Penitenciário do Pará participam de Torneio de Tiro

A ação, que fez parte das programações do Dia da Mulher e Dia das Mães, adiadas devido à pandemia, foi realizada neste sábado (15). Ao todo, 35 servidoras participaram da disputa de tiro com pistola ponto 40 e airsoft
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Servidoras do Sistema Penitenciário participaram do I Torneio de Tiro (Foto: Seap)

Continua depois da publicidade

Servidoras do Sistema Penitenciário do Pará participaram, neste sábado (15), do I Torneio de Tiro Feminino da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). O evento aconteceu no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp).

O torneio fez parte da programação em homenagem ao Dia da Mulher e Dia das Mães, que foi adiada devido à pandemia da Covid-19. Ao todo, 35 servidoras se inscreveram para a disputa de tiro de pistola ponto 40 e airsoft, dividida em seis séries com cada uma.

A competição não foi restrita à região metropolitana de Belém, contando com a presença de servidoras de outros municípios, como Castanhal e Paragominas. Além disso, um sorteio de brindes foi feito entre as participantes, que também ganharam homenagens pela participação.

Entre as servidoras, as três que mais se destacaram foram: Márcia Queiroz, do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará IV (CRPP IV), ficando em primeiro lugar, com 95% de aproveitamento dos tiros; Arilene Silva, do Centro de Recuperação Regional de de Cametá (CRRCAM), alcançando o segundo lugar; e em terceiro lugar, Paula Barroso, do CRPP IV.

Para Márcia Queiroz, premiada em primeiro lugar, a ação foi muito importante para a rotina cotidiana na unidade penal. “É muito importante esse treino para a autodefesa,” ressaltou a servidora.

A ganhadora do segundo lugar, Arilene Silva, não escondeu a alegria e satisfação de participar do torneio com as outras colegas. “Estamos colocando em prática tudo aquilo que viemos trabalhando; aperfeiçoamento e aprimoramento do nosso dia-a-dia no trabalho,” destacou.

Segundo o coronel Arthur Moraes, que estava na coordenando a ação, o objetivo maior da Seap é oferecer lazer fora do trabalho, através de uma atividade que faz parte do serviço das funcionárias – reconhecendo o aprendizado e aperfeiçoando, ainda mais, a capacitação delas. “Nós temos na Seap um grupo grande de mulheres servidoras. Esse grupo, além de dar um brilho muito especial ao nosso trabalho, é um grupo mais humanizado e dedicado. Queremos continuar nesse trabalho, de treinar e qualificar,” conclui.

Na avaliação do secretário de Administração Penitenciária, Jarbas Vasconcelos, os pequenos passos que a secretaria dá para oportunizar mulheres são grandes transformações para todo o sistema penitenciário, o qual busca valorizar o trabalho feminino dentro da força de segurança pública. “É muito importante esse evento para celebrar e estimular as mulheres a se prepararem ainda mais. Essa iniciativa é que faz a gente crescer e se unir,” frisou.

Por Tina DeBord

Publicidade