Estado vai usar Núcleo de Operações com Cães em ações da Seap

O Núcleo será composto por policiais penais treinados para adestrar cães e atuar no auxílio das mais diversas operações penitenciárias no estado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Um dos cães já iniciou os treinamentos para ações em casas penais do estado

Continua depois da publicidade

O governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), contará com o apoio de cães treinados em operações penitenciárias no Pará. O Núcleo de Operações com Cães (NOC) tem a proposta de dar apoio aos grupamentos penitenciários em ações como intervenções, escoltas e revistas em celas.

Segundo a Seap, o NOC será composto por policiais penais treinados para adestrar cães e atuar no auxílio das mais diversas operações em casas penais do estado. Os agentes penais serão capacitados para compor o NOC, que será erguido ao lado do Centro de Treinamentos de Instruções Especializadas (CIESP), no Complexo Penitenciário de Santa Izabel.

A raça de cães que será usada nas operações será o pastor Belga de Malionois. Na manhã da última quinta-feira (12), o comandante do NOC, Joavam Ferreira, esteve no CIESP com um dos cães, para iniciar os treinamentos. Durante o dia, o cão fez exercícios de adestramento, farejou as celas e exercitou a mordida – habilidades que serão válidas nas operações.

“O cão tem um poder de intimidação muito maior do que podemos imaginar. Além das possibilidades de intervenções, os cães também darão apoio na detecção de narcóticos, de armas de fogo e, até mesmo, celulares”, enfatizou Joavam.

O comandante também destacou as capacidades únicas que os cães têm e como podem ajudar a segurança pública do estado. “O cão tem uma habilidade olfativa que até hoje nenhuma tecnologia é capaz de superar. Então, além de ser um apoio muito seguro, os cães irão economizar o trabalho de vários operadores”, acrescentou.

Segundo a Seap, no primeiro curso de operações penitenciárias com cães serão ofertadas 32 vagas, sendo 25 para servidores penais. As vagas serão divididas entre servidores da Seap e guardas municipais.

Tina DeBord – com informações da Seap