São Félix do Xingu: Helder assina ordem de serviço para a construção da ponte sobre o Rio Fresco

A solenidade aconteceu na tarde deste sábado (16). O prazo de conclusão da obra, orçada em R$ 56 milhões, é de 12 meses. A estrutura será do tipo mista, em metal e concreto, com duas pistas de rolamento, duas faixas de pedestres e iluminação pública 100% LED
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Travessia do Rio Fresco ainda é feira por balsa ou barcos

Continua depois da publicidade

O governador Helder Barbalho assinou, na tarde deste sábado (16), a ordem de serviço para a construção da ponte sobre o Rio Fresco, em São Félix do Xingu, no sul do Pará. A obra é considerada um marco para a história do município, que tem o maior rebanho bovino do país.

A obra, orçada em R$ 56 milhões, será executada pela Secretaria de Estado de Transportes (Setran).  “Hoje é um dia histórico. Sem dúvida, essa obra da construção da ponte do rio Fresco é uma obra esperada e aguardada por décadas e representa um novo tempo para a região. Por isso, o governo do estado pensa e executa esta obra de infraestrutura para integrar as regiões e desenvolver o agroparaense, assim como fortalecer os outros setores econômicos”, destacou o governador.

A ponte sobre o Rio Fresco terá 10 metros de largura e 480 metros de comprimento, com 11 vãos, nove dos quais de 40 metros de largura e dois vãos centrais de navegação com 60m de largura e 14 metros de altura. O prazo de conclusão é de 12 meses.

Helder mostra a ordem de serviço assinada para construção da ponte

A estrutura será do tipo mista, em metal e concreto, com duas pistas de rolamento, duas faixas de pedestres e iluminação pública 100% LED. Segundo a Setran, há décadas que a travessia de passageiros e veículos sobre o Rio Fresco é feita por balsa ou barcos, o que gera desconforto à população.

De acordo com o governo do estado, a construção da ponte beneficiará diretamente mais de 100 mil habitantes do município de São Félix do Xingu e indiretamente mais de 350 mil pessoas da Região do Xingu. A obra terá forte impacto sobre a economia da região, porque dará acesso às BRs-155 e 158, facilitando o escoamento da produção agropecuária, já que o município possui o maior rebanho bovino do Brasil.

“Essa obra de interligação dentro do município de São Félix foi pensada para garantir uma melhor dinâmica no fluxo de veículos e passageiros entre a sede do município e o Distrito de Itaboca. Além disso, essa ponte vai interligar a PA 279 e a BR 155 até o outro lado do Rio Fresco, fazendo com que haja um melhor desenvolvimento econômico para aquela região, que é pujante, tendo o maior rebanho de gado do nosso estado, um dos maiores rebanhos do nosso país. Então, é o governo do Pará pensando no desenvolvimento econômico do estado, fazendo a diferença na vida das pessoas”, destacou o secretário de Estado de Transportes, Adler Silveira.

Para o prefeito do município, João Cleber, a obra será um divisor de água no desenvolvimento do município e da região. “Isso é importante para o município. São Félix é um município que tem mais de 130 mil habitantes e tem uma economia pujante e essa obra vai impulsionar ainda mais nossa economia”, frisou o prefeito.

Tina DeBord

Foto: Marcos Santos /Ag.Pará