Rondon do Pará: Atendendo a recomendação do MPPA, município realiza campanha de adoção

O Projeto de Ação "#AdotarÉAmor" será realizado na próxima semana, entre os dias 13 e 18 de setembro, e tem o objetivo de conscientizar a sociedade sobre a importância da adoção legal
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Campanha vai chamar atenção para a importância da adoção de forma legal

Continua depois da publicidade

A Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social de Rondon do Pará, no sudeste do estado, vai realizar campanha de adoção no município, com o Projeto de Ação “#AdotarÉAmor”. A ação atende a Recomendação expedida pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio da Promotoria de Justiça de Rondon do Pará.

As ações do projeto irão ser realizadas entre os dias 13 e 18 de setembro. A programação inclui rodas de conversa, palestras e entrevistas em rádios.

De acordo com o MPPA, o projeto atende à recomendação expedida, em junho deste ano, pela promotora de Justiça Daliana Viana, titular do município, e tem o objetivo de sensibilizar a sociedade em geral sobre a relevância desse assunto, conscientizando a todos sobre a necessidade de se procurar os órgãos competentes para fazer uma adoção nos moldes da lei. Ainda segundo o Ministério Público, também em junho, dentre várias ações, a promotora recomendou que os hospitais e maternidades, articulados com órgãos municipais do setor de saúde e assistência social dos municípios de Rondon do Pará e Abel Figueiredo, desenvolvessem programas ou serviços de assistência psicológica à gestante e à mãe, no período pré e pós natal.

Além disso, o poder público dos municípios deve proporcionar assistência psicológica e jurídica para gestantes ou mães que manifestem interesse em entregar seus filhos para a adoção. No dia 10 de agosto, foi realizada uma reunião entre a Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social e outras instituições que fazem parte da rede de proteção e de saúde, para planejar as ações de divulgação da campanha de adoção.

A divulgação será feita através de banners e folders, que serão distribuídos no comércio local. As publicações chamam a atenção para a importância da adoção legal de crianças e adolescentes, tanto para o adotante, quanto para quem é adotado.

Tina DeBord- com informações do MPPA