Remo vence o Águia em Marabá e abre boa vantagem para a partida de volta no Baenão

O Leão Azul marcou um gol relâmpago, aos 10 segundos de bola rolando no Zinho Oliveira
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo começou bem a disputa das quartas de final do Campeonato Paraense de 2021. Na tarde deste sábado (1°), o Leão Azul bateu o Águia, por 3 a 1, no Estádio Municipal Zinho Oliveira, em Marabá, pelo jogo ida, e abriu boa vantagem diante do Azulão Marabaense para a partida de volta.

O Leão abriu o placar com um gol relâmpago de Lucas Tocantins, logo aos 10 segundos de jogo. Depois o time azulino ampliou o placar com o tento de Felipe Gedoz, aos 31 minutos ainda da primeira etapa. No segundo tempo, o Águia diminuiu a partida com o gol do paraguaio Echeverría, aos 25 minutos. Mas o Leão não deu sopa para o azar e nem deixou o adversário comemorar muito ampliando para 3 a 1 com o gol de Edson Cariús, de cabeça, aos 27 minutos.

Clube do Remo e Águia de Marabá voltam a campo para a segunda e decisiva partida na próxima terça-feira (4), às 19h, no Estádio Evandro Almeida, o Banpará Baenão, em Belém. O Leão pode até perdeu por um gol de diferença que mesmo assim avança para as semifinais, enquanto que o Azulão terá que vencer por dois gols de diferença para levar a decisão da vaga para os pênaltis, ou três para avançar direto.

O jogo: Leão Azul abriu vantagem!

O Remo começou arrasador. Marlon avançou bem pela esquerda e cruzou, Renan Gorne ajeitou para trás e Lucas Tocantins chegou batendo, a bola bateu na zaga e sobrou para o mesmo Lucas mandar para o fundo do barbante do goleiro Gustavo Henrique, aos 10 segundos de bola rolando, Leão 1 a 0 em Marabá. Só dava Remo. Marlon cobrou escanteio no segundo pau e Felipe Gedoz subiu de cabeça, a bola passou muito perto da meta do Águia.

Novamente o Leão levou perigo. Marlon cobrou falta e a bola passou perto do ângulo da meta do goleiro Gustavo Henrique. Muito bem na partida, o lateral-esquerdo Marlon tocou para Felipe Gedoz, que fez o chamado corta luz para a chegada de Renan Gorne, o atacante remista ficou de frente para ampliar o marcador, mas parou na defesa do goleiro da equipe marabaense.

O Águia finalmente respirou. Echeverría cobrou falta na área, o zagueiro Rafael Jansen do Leão raspou de cabeça e a bola foi pela linha de fundo. Em nova tentativa dos donos da casa, Romarinho chutou e a redonda passou perto da meta do goleiro Vinícius. O Azulão começou a gostar do jogo e quase empatou no chutaço de Balão Marabá, a bola passou tirando a tinta da trave remista.

Mas quem voltou a marcar foi o Leão Azul. Romarinho perdeu a bola, Marlon aproveitou e cruzou da esquerda para Felipe Gedoz sozinho completar para o fundo do barbante, aos 31 minutos, 2 a 0 Remo. Os jogadores do Águia partiram para cima da arbitragem pedindo falta no lance. A equipe marabaense tentou não sentir o gol e quase diminuiu com Echeverría, que parou na grande defesa do goleiro Vinícius em uma finalização da entrada da área.

No segundo tempo, o Águia teve boa chance em bola parada, mas na cobrança de falta, Balão Marabá disparou para fora. Lance polêmico aconteceu quando Dioguinho cruzou da direita para Felipe Gedoz, que matou no peito e a bola bateu na mão do lateral-direito Bruno Limão dentro da área, mas o árbitro se equivocou e deu toque do meia remista. Gedoz partiu para cima do árbitro Joelson Nazareno Ferreira Cardoso.

O Azulão respondeu quando Echeverría foi lançado e chutou cruzado, a bola passou perto da meta do goleiro Vinícius. Outra vez o paraguaio deu trabalho para a defesa azulina quando deixou Veraldo de frente para marcar, o atacante finalizou em cima do goleiro Vinícius, a bola voltou para o mesmo Veraldo que chutou novamente e o zagueiro Fredson cortou em cima da linha e livrou o Remo de sofreu o primeiro gol.

O time marabaense conseguiu marcar. Após lançamento nas costas da zaga remista, Echeverría recebeu, driblou o goleiro Vinícius e mandou para o barbante, aos 25 minutos, diminuindo o jogo. Só que nem deu para comemorar e o Remo voltou a marcar. Thiago Ennes recebeu na direita e cruzou na medida para a cabeçada de Edson Cariús, aos 27 minutos, 3 a 1 Leão Azul.

O zagueiro Gilmar do Águia reclamou do banco de reservas com a arbitragem e acabou recebendo cartão vermelho. O time marabaense tentava buscar forças para reagir na partida. Romarinho conseguiu um cruzamento perigoso da direita, Echeverría desviou para o gol e Vinícius defendeu. O Leão quase ampliou depois da jogada pelo lado direito, Renan Oliveira cruzou, o goleiro Gustavo Henrique fez o corte e a bola sobrou para Felipe Gedoz que na pequena área finalizou e a zaga desviou para escanteio. Placar final: Águia 1 x 3 Remo.

FICHA TÉCNICA

ÁGUIA: Gustavo Henrique; Bruno Limão, Guigui, Gilmar (Tiago Félix) e Souza; Da Silva (Alanderson), Matheus Rosas, Balão Marabá (Gustavo Balby) e Echeverría (Dudu); Veraldo e Romarinho. Técnico: João Galvão

REMO: Vinícius; Wellington Silva (Thiago Ennes), Fredson, Rafael Jansen e Marlon; Anderson Uchôa (Pingo), Lucas Siqueira e Felipe Gedoz; Dioguinho (Renan Oliveira), Lucas Tocantins (Erick Flores) e Renan Gorne (Edson Cariús). Técnico: Paulo Bonamigo

Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (FPF)

Assistente 1: Luis Diego Nascimento Lopes (CBF)

Assistente 2: Jhonathan Leone Lopes (CBF)

Quarto Árbitro: André Michel Petri Galina (FPF)

Cartões amarelos: Gilmar, Bruno Limão, Balão Marabá, Veraldo, Alanderson, Guigui, Souza e Romarinho (Águia); Erick Flores, Rafael Jansen, Lucas Siqueira, Felipe Gedoz, Fredson e Thiago Ennes (Remo)

Cartão vermelho: Gilmar (Águia)

Gols: Lucas Tocantins, aos 10 segundos, e Felipe Gedoz, aos 31 minutos do 1° tempo para o Remo; Echeverría, aos 25 minutos do 2° tempo para o Águia, e Edson Cariús, aos 27 minutos do 2° tempo para o Remo

Local: Estádio Municipal Zinho Oliveira, em Marabá

Por Fábio Relvas / Foto: Samara Miranda (Ascom Remo)

Publicidade