Remo perde para o Botafogo (RJ) em Volta Redonda e cai para o décimo lugar na Série B

Foi a primeira derrota do Leão Azul, que não segurou a pressão do Fogão e caiu por 3 a 0
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
O Remo não segurou a pressão e perdeu para o Botafogo no Rio de Janeiro (Foto: Samara Miranda/Ascom Remo)

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo perdeu a sua invencibilidade no Campeonato Brasileiro da Série B. Atuando diante do Botafogo (RJ), na tarde deste domingo (13), o Leão Azul acabou derrotado por 3 a 0, no Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). A partida foi válida pela terceira rodada e com o placar, os azulinos caíram para o décimo lugar na classificação, com quatro pontos, enquanto o Fogão se manteve dentro do G4, na terceira posição, com sete pontos.

O time carioca abriu o placar logo aos 13 minutos do primeiro tempo, quando Chay recebeu passe de cabeça de Rafael Navarro e chutou forte para vencer o goleiro Vinícius. O Glorioso ampliou na etapa final. Depois de um contra-ataque, Rafael Navarro chutou na saída de Vinícius, aos 13, e na sequência, Pedro Castro arriscou um chute de fora da área, acertando no canto do arqueiro azulino, aos 19 minutos.

O Remo volta a campo diante do Vitória (BA) na próxima quarta-feira (16), às 16h, no Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém. A partida será válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

O jogo: Leão perdeu a primeira na Série B!

O Botafogo começou melhor. Rafael Navarro tocou de cabeça para Chay, que entrou sozinho pela esquerda e chutou forte no canto do goleiro Vinícius, aos 13 minutos, 1 a 0. O Remo não se intimidou e foi para o ataque. Anderson Uchôa pegou uma sobra e chutou forte, o goleiro Douglas Borges defendeu e soltou nos pés de Renan Gorne; o atacante mandou para o fundo do barbante, mas a arbitragem assinalou impedimento. 

Novamente o Leão chegou com Thiago Ennes, que cruzou para a cabeçada de Renan Gorne, mas a bola foi para fora. O time azulino teve tudo para marcar quando Felipe Gedoz cruzou da direita e Renan Gorne tocou de cabeça, a bola passou muito perto da meta do goleiro Douglas Borges. Em uma bola na área remista, Rafael Navarro pegou a sobra e finalizou por cima da trave do goleiro Vinícius.

Na reta final da primeira etapa, Dioguinho fez boa jogada individual e cruzou da direita, a bola passou por Jefferson – quase o gol de empate. O Leão pressionou em uma blitz total. Marlon recebeu na esquerda e cruzou, Felipe Gedoz ajeitou de cabeça para o chute de Dioguinho, mas a bola explodiu na defesa do Fogão, que se livrou do empate. Ainda deu tempo para o time botafoguense chegar pela última vez com o meia Marco Antônio, que chutou de fora da área e parou na defesa do goleiro Vinícius. 

No segundo tempo, o Botafogo começou pressionando. Ronald recebeu dentro da área e finalizou, o goleiro Vinícius saiu bem e fez a defesa, a bola sobrou para o zagueiro Kanu, que chutou para outra grande defesa de Vinícius. Em uma falta perigosa para o Fogão, Marco Antônio cobrou forte por cima da meta do goleiro Vinícius. O time carioca puxou contra-ataque com Ronald, que se livrou da marcação e tocou para Rafael Navarro marcar na saída do goleiro Vinícius, aos 13 minutos, 2 a 0.

Não demorou muito e o Botafogo ampliou. Pedro Castro, que havia acabado de entrar, recebeu passe e chutou de fora da área, a bola foi no cantinho do goleiro Vinícius, aos 19 minutos, 3 a 0. Só dava Fogão. Rafael Navarro recebeu na meia-lua e chutou forte, a bola passou por cima da meta azulina. Em mais uma tentativa, Ricardinho cobrou escanteio para Daniel Borges, que cruzou para a cabeçada de Kanu, mas a bola foi para fora.

O Remo finalmente chegou com Vinícius Kiss, que arriscou de fora da área – a bola foi cortada pelo zagueiro Gilvan. Em outra tentativa do Leão Azul, Rafinha cobrou falta, Vinícius Kiss desviou de calcanhar e o goleiro Douglas Borges fez a defesa. O Botafogo ainda tentou o quarto gol com Daniel Borges, que deu passe para Rafael Moura; o atacante recebeu e finalizou para fora. Placar final: Botafogo 3 x 0 Remo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO: Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Luís Oyama e Guilherme Santos (Diego Gonçalves); Ronald (Daniel Borges), Marco Antônio (Ricardinho) e Chay (Pedro Castro); Rafael Navarro (Rafael Moura).
Técnico: Marcelo Chamusca

REMO: Vinícius; Thiago Ennes, Romércio, Rafael Jansen e Marlon (Vinícius Kiss); Anderson Uchôa (Igor Fernandes), Lucas Siqueira e Felipe Gedoz (Gabriel Lima); Jefferson (Rafinha), Dioguinho e Renan Gorne.
Técnico: Paulo Bonamigo

  • Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
  • Assistentes: Fábio Pereira (TO) e Fernando Gomes da Silva (TO)
  • Quarto árbitro: Felipe da Silva Gonçalves Paludo (RJ)
  • Cartões amarelos: Guilherme Santos e Gilvan (Botafogo); Anderson Uchôa, Paulo Bonamigo e Rafael Jansen (Remo)
  • Gols: Chay, aos 13 minutos do primeiro tempo; e Rafael Navarro, aos 13, e Pedro Castro, aos 19 minutos do segundo tempo para o Botafogo
  • Local: Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Por Fábio Relvas