Prefeitura de Parauapebas vai receber R$ 71 milhões em royalties este mês

Governo de Canaã vai faturar R$ 64 milhões e de Marabá, R$ 7,5 milhões. Produtores de ferro, que viram receita da Cfem afundar 35%, dão sinais de que vão se recuperar daqui para frente

Continua depois da publicidade

A administração de Darci Lermen vai receber neste mês de agosto o melhor repasse da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem) desde janeiro. São R$ 71,356 milhões que devem ser creditados em conta nos próximos dias. Os cálculos foram feitos com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu nesta segunda-feira (1º), a partir de dados consolidados pela Agência Nacional de Mineração (ANM).

Sob as costas de Parauapebas, o Governo do Pará também vai faturar R$ 17,839 milhões em royalties, mesmo valor que vão ratear os municípios da região — como Marabá e Bom Jesus do Tocantins — afetados pela extração mineral na Serra Norte de Carajás, em Parauapebas, e cortados pelo traçado do trem da mineradora Vale.

A Prefeitura de Canaã dos Carajás, por seu turno, vai receber uma quantia importante: R$ 64,079 milhões, conforme cálculos do Blog. O município também irrigará os cofres do Governo do Estado com R$ 16,02 milhões este mês. Assim como Parauapebas, o governo de Canaã não via tanto dinheiro da Cfem desde janeiro, uma vez que o principal produto do município, o minério de ferro, vinha sofrendo com oscilação de cotação no mercado internacional ao passo que a atividade extratora recuava.

Milionários em um dia

Além de Parauapebas e Canaã dos Carajás, outras seis prefeituras são destaques por faturar mais de milhão em royalties de mineração este mês. O dinheiro cai todo de uma vez, num único dia. Marabá, por exemplo, vai abocanhar R$ 7,577 milhões com atividade de lavra, sem contar outros cerca de R$ 3 milhões que deve embolsar na esteira de ser diretamente afetado pelas operações de minério de ferro processadas no vizinho Parauapebas.

Paragominas (R$ 3,676 milhões), Curionópolis (R$ 3,478 milhões), Itaituba (R$ 2,588 milhões), Terra Santa (R$ 1,942 milhão) e Oriximiná (R$ 1,088 milhão) também vão receber importantes cotas de Cfem este mês. Ao todo, 50 prefeituras paraenses vão ratear R$ 159,22 milhões, valor suficiente para sustentar 85% dos municípios do estado durante todo o ano.

%d blogueiros gostam disto: