Prefeitura de Parauapebas vai construir feira no Tropical por R$ 5,5 milhões

Prédio terá dois pavimentos e dezenas de boxes equipados com pias, bancadas e depósitos, dependendo da necessidade de uso. Segundo a Semob, o espaço atual “não tem condições”.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um prédio ocupando área de 2.059 metros quadrados, com boxes que vão abrigar feirantes do complexo Tropical, é a nova aposta do governo de Darci Lermen para tentar se aproximar de uma das comunidades que mais crescem, populacionalmente, na periferia de Parauapebas. Orçada em R$ 5.520.876,72 pela Secretaria Municipal de Obras (Semob), a obra terá apreciação de propostas comerciais no próximo dia 27. As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu.

De acordo com o projeto da feira a que o Blog teve acesso, o pavimento térreo contará com 24 boxes distribuídos em 1.078 metros quadrados de área. Serão seis boxes para hortifrútis, seis para açougues, quatro para peixes, dois para mariscos, dois para remédios e produtos naturais, dois para lojinhas de variedades, um para distribuidora de bebidas e um para sapataria. Na parte de cima, que terá 981 metros quadrados, haverá cinco lojas de confecções, três restaurantes com cozinha industrial, três salões de cabeleireiro e uma loja de conserto de celular. Duas escadas e uma rampa vão unir o térreo ao pavimento superior.

A empresa que ganhar o contrato terá 300 dias, após a ordem de serviço, para entregar a obra pronta. O empreendimento deverá gerar cerca de 30 postos de trabalho, inclusive para engenheiros civil e eletricista, mestre de obras e encarregado.

De acordo com o titular da Semob, Wanterlor Bandeira, a construção da feira é necessária porque no atual espaço onde os feirantes se encontram as condições são inadequadas, tanto do ponto de vista da infraestrutura quanto sanitário, e não é possível abrigar a todos. “A feira nova terá capacidade e infraestrutura ideais para a atividade comercial e ofertará condições dignas aos profissionais e aos consumidores que frequentam a feira”, destaca.

Publicidade