Prefeitura de Canaã licita quase R$ 8 milhões para agronegócio em 2020

Segundo governo local, proposta tem por finalidade potencializar produção de colonos, com foco na geração de emprego e renda, bem como no desenvolvimento sustentável municipal.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

No apagar das luzes de 2019, a administração de Jeová Andrade está registrando preços para gastar até R$ 7.689.909,80 com compra de sementes, insumos, fertilizantes, materiais agropecuários, equipamentos para laboratório e outros apetrechos necessários à realização de atendimento aos produtores rurais. Nesta segunda-feira (30), serão conhecidos tanto as propostas comerciais quanto o vencedor ou os vencedores do derradeiro ato do ricaço governo de Canaã dos Carajás, um dos que tiveram a conta bancária mais próspera do país este ano.

O Blog do Zé Dudu levantou a informação com exclusividade no mural de licitações do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), conforme você pode visualizar aqui, e deu uma olhada no edital do processo que contém 70 páginas. A ideia da prefeitura com a aquisição é atender o homem do campo por meio de projetos voltados às áreas de piscicultura, avicultura, fruticultura, suinocultura, horticultura, meliponicultura, apicultura e melhoramento genético, integrantes do Programa de Fortalecimento do Campo (Procampo). Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção de riquezas do campo em Canaã dos Carajás é estimada em R$ 65,3 milhões por ano.

Na visão do governo municipal, a proposta busca promover incremento tecnológico dos sistemas produtivos agropecuários “para alavancar, diversificar, fortalecer a produção rural e estimular a comercialização de produtos no mercado local”. O governo local crê que, dessa forma, vai gerar emprego e renda, melhorar as condições de vida do produtor familiar, garantir alimentação de qualidade à população e atingir o mínimo de 30% estipulado por lei para uso de produtos da agricultura familiar na merenda escolar. Além disso, de acordo com a administração, a aquisição vai beneficiar o viveiro municipal, sob responsabilidade a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Produção Rural (Sempru), que almeja em 2020 o plantio de 300 mil mudas variadas.

Publicidade