Marabá

Prefeitura assina convênio com Susipe para ressocialização de presos em Marabá

A Prefeitura de Marabá, através da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), assinou nesta segunda-feira (17) convênio com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) para a criação …

A Prefeitura de Marabá, através da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), assinou nesta segunda-feira (17) convênio com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) para a criação do projeto “Libertação: Liberdade, Trabalho e Ação”, que objetiva oferecer aos presos a reintegração à sociedade através do trabalho.

CRAMA Marabá

Intermediado pelo Tribunal de Justiça do Estado, o convênio vai direcionar inicialmente 30 detentos do Centro de Recuperação Agrícola Mariano Antunes (CRRAMA), que desfrutam do regime semiaberto para trabalhar nas secretarias de Saúde (SMS) e Educação (Semed) do município, em atividades diversas, de acordo com grau de instrução, profissionalização e disponibilidade de vagas ofertadas pela administração municipal.

“Queremos reinserir essas pessoas que um dia cometeram erros, mas que merecem uma chance em nossa sociedade. Uma das bases de nosso governo é olhar para a minoria também.”, disse Beto Salame, secretário de Planejamento.

O superintendente da Susipe, André Luiz de Almeida, se mostrou satisfeito com a atenção dada à população carcerária do município, criando uma forma de diminuir a ociosidade, proporcionando formação profissional ao condenado, readaptando-o à sociedade. “Hoje temos uma população carcerária de 12.384 presos para 7.481 vagas, ocasionando uma superlotação das cadeias”, disse.

Segundo o superintendente, 67% da população carcerária possui ensino fundamental incompleto, sendo que também 38% dessa população é formada por pessoas de 18 a 29 anos.

“Nossa pretensão é formar uma sociedade fraterna e justa. Temos como norte a diminuição das desigualdades. Esses apenados vão trabalhar 6 horas por dia e receberão três quartos de um salário mínimo, além de reduzir um dia de pena por cada três dias trabalhados”, disse o prefeito João Salame, que também avisou que equipes da Susipe e Prefeitura fiscalizarão cada interno, para que um bom trabalho seja feito.

Fonte: ASCOM PMM

Deixe seu comentário