Prefeito presta contas dos investimentos do 1º quadrimestre em Marabá

Cumprindo o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, o gestor e seu secretariado compareceram a Audiência Pública na Câmara Municipal, onde o uso do dinheiro público foi detalhado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Em Audiência Pública proposta pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Pedro Correa Lima (PTB), conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal, o prefeito de Marabá, Sebastião Miranda Filho (PTB), prestou contas, nesta quarta-feira (30), no que se refere à previsão e avaliação das metas fiscais RGF (Relatório da gestão Fiscal) do primeiro quadrimestre de 2018. A audiência foi aberta pelo vereador Carlos Roberto Miranda (PSDB), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento do Legislativo Municipal, que, em seguida passou a direção dos trabalhos para o vereador Gilson Dias Cardoso (PC do B), vice-presidente da CFO.

Todos os secretários municipais e presidentes de autarquias estiveram presentes, assim como presidentes de associações e centros comunitários e ONGs da cidade.

Os valores foram mostrados em um telão e detalhados pelo secretário municipal de Planejamento e Gestão, Karam El Hajjar. Ele explicou que são números complexos, cujos cálculos mudam constantemente, conforme a legislação federal.

transparencia-na-gestao-fiscal-de-maraba

Mesmo, na primeira das tabelas exibidas, foi possível ao público saber que da previsão – em valores atualizados – de R$ 792.882.981,16, já foram investidos 33,9%, relativos à quantia de R$ 270.136.607,63. Karam detalhou os investimentos em todos os setores e demonstrou que o governo municipal vem aplicando o dinheiro público com responsabilidade, embora com austeridade, sem deixar, no entanto, o município em situação financeira difícil, diferentemente de outras prefeituras da região.

transparencia-na-gestao-fiscal-de-maraba1

Sebastião Miranda Filho, por seu turno, disse que é importante que a população entenda que não se pode administrar uma prefeitura em que as despesas sejam maiores que as despesas, daí seu modo de administrar, o que tem proporcionado a Marabá o equilíbrio financeiro.

Disse que, graças a esse equilíbrio, já em julho próximo vai pagar a metade do 13º salário a todo o funcionalismo, pois, para não encontrar dificuldades para pagar o abono, desde o início de cada ano já separa um doze avos do valor da folha e isso possibilita com que a administração não fique sem saber de onde tirar dinheiro no final de cada ano. “É um exercício fiscal enorme, já que a nossa folha de pagamento hoje está por volta de R$ 30 milhões”, salientou o prefeito.

O prefeito fez ainda um breve relato das obras já concluídas na administração dele, como reformas de escolas, reforma e construção de praças, reforma de postos de saúde, entre outras, e falou ainda da retomada das obras deixadas pelo governo passado, que agora serão retomadas como a construção de creches na cidade e na zona rural e o asfaltamento de vias.

Após a exposição dos números e a fala do prefeito, vereadores e representantes da comunidade discursaram e fizeram questionamentos, tanto para Karam quanto ao próprio prefeito, que não se furtaram em responder às indagações e esclarecer as dúvidas que ficaram após a exibição das tabelas.

Por Eleutério Gomes – Correspondente em Marabá
Publicidade