Praça de Eventos é palco de execução na madrugada desta quarta-feira

O funcionário de uma lanchonete foi assassinado no local de trabalho, sem a mínima chance de defesa
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Alderi Ricardo Alves Ferreira, 21 anos, que trabalhava de chapeiro em uma lanchonete da Praça de Eventos, em frente à antiga sede da Câmara Municipal de Parauapebas, foi metralhado na madrugada desta quarta-feira (26), por volta da 0h50, e morreu na hora. Os executores foram dois homens que chegaram em uma moto, invadiram o pequeno espaço e o eliminaram a tiros de pistola. No local, foram encontradas maia de 10 cápsulas de munição calibre 380.   

Na fuga, os pistoleiros ainda atiraram contra o guarda municipal Thiago Vieira da Silva, que respondeu à altura, mas não saiu ferido, assim como os assassinos que saíram em disparada.

Informações colhidas no local, cujo teor e a veracidade ainda serão investigadas pela Polícia Civil, dão conta de que um homem que foi demitido da lanchonete, teria saído jurando se vingar dos ex-colegas, que teriam colaborado para a dispensa ele.

Outros comentários que também circulavam de boca em boca após o crime, diziam que Alderi teria tido sério desentendimento com outras pessoas que trabalham no logradouro, o que teria provocado a execução. Câmera de monitoramento do local registraram a fuga dos assassinos. As imagens devem ajudar no trabalho da polícia.

(Caetano Silva)   

Publicidade