Polícia Militar recebe denúncia anônima e fecha pontos de venda de drogas

Um dos acusados de tráfico, interrogado pelos PMs, não titubeou em entregar o outro, informando até o endereço
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Na madrugada desta terça-feira (11), a Polícia Militar conduziu à 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas Especovite da Silva Gonçalves, 19 anos, Iago Almeida dos Santos, 20, e Won Raynner Macêdo de Albuquerque, 18. Este último, após ser ouvido em depoimento foi liberado. Os dois primeiros, porém, ficaram presos acusados de tráfico de drogas.

Com eles uma guarnição policial militar apreendeu cinco petecas de crack, dois papelotes de cocaína, uma balança de precisão, R$ 111,00, um relógio de pulso e um aparelho celular.

De acordo com informações policiais, os acusados foram presos em uma residência na Rua Belém, Bairro Primavera, após a guarnição ter recebido denúncia anônima dando conta de que no endereço havia suspeita de funcionamento de um ponto de tráfico de entorpecentes.

O endereço indicado é da casa de Iago Almeida dos Santos, que, ao perceber a chegada da guarnição, tentou fugir, mas foi interceptado e preso. Na revista nos até então suspeitos e no imóvel, que foi acompanhada pela proprietária do imóvel e mãe de um dos acusados, foram encontrados 3,8 gramas de cocaína e 10,3 gramas de crack.

Interrogado pelos PMs sobre a existência de mais entorpecentes, Iago Almeida disse que havia, mas na casa de Especovite Silva, localizada na rua Ângela Diniz, no Bairro da Paz.

Ao chegar ao endereço, foi feita a abordagem e Especovite tentou fugir pulando o muro, mas caiu sofrendo várias escoriações pelo corpo. Tanto com ele quando no local foram encontrados 3,8 gramas de cocaína. Mediante o flagrante os três foram entregues na 20ª Seccional de Parauapebas ao delegado Felipe Oliveira que realizou os procedimentos legais.

(Caetano Silva)

Publicidade