Polícia Civil prende em Tucumã homem acusado de ter matado mãe e filho em MT

Conhecido como "Couro Velho", logo após o duplo homicídio, ocorrido em 2013, ele fugiu para o sul do Pará, onde agora foi localizado e preso
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Foragido da Justiça do Estado do Mato Grosso há quase oito anos, Milton Carneiro da Silva, 39 anos, o Couro Velho, foi preso em Tucumã, pela Polícia Civil do Pará, na manhã desta terça-feira (19). Ele é acusado de ter matado a facadas Ivoneide Meireles Cordeiro e o filho dela, Gilmar Guilherme da Silva, de oito anos de idade, em 29 de dezembro e 2013, na zona rural de São José do Xingu, no Estado de Mato Grosso.

Logo após o crime, Milton Carneiro da Silva fugiu para o Pará, segundo ele, temendo ser assassinado pela população do lugar, que ficou abalada pelo duplo homicídio. No território sul-paraense ele ficou trabalhando entre São Félix do Xingu e Tucumã, se fixando depois neste último município.

Ouvido pelo repórter Jucelino Show, assim que foi localizado e capturado, Milton da Silva negou que tivesse matado o garoto. Contou que tudo começou com uma discussão porque ele queria deixar Ivoneide Cordeiro e ir embora, e ela disse que, não fosse com ela, ele não viveria com outra mulher.

Em seguida, ainda segundo o acusado, ela se armou de faca partindo para cima dele, o ferindo várias vezes. “Foi jeito eu fazer alguma coisa, se não ela me matava, né?”, tenta justificar Milton Carneiro da Silva, que nega ter matado a criança. “Quando eu tomei a faca dela, o menino já estava caído”, afirma.

Ele será recambiado para o Mato Grosso. Na região em que aconteceu o crime ele era muito conhecido como peão de rodeios e tinha uma legião de admiradores. Agora, terá de pagar pelos crimes que cometeu.

Eleuterio Gomes – de Marabá, com informações do repórter Jucelino Show, de Tucumã 

VEJA O VÍDEO GRAVADO COM O ACUSADO