Polícia Civil deflagra Operação Caça ao Lobo Mau em São Félix do Xingu

Quatro pessoas já foram presas por estupro de vulnerável como parte da ação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Homem de 48 anos de idade, acusado de estuprar duas crianças de sete e nove anos de idade

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil de São Félix do Xingu, região sudeste do Pará, por meio do Delegado Ricard Ribeiro e sua equipe, tem coordenado várias ações de combate à pedofilia, denominadas de “Operação Caça ao Lobo Mau”. O nome faz referência ao conto da Chapeuzinho Vermelho, publicada no século X por Charles Perrault, cuja interpretação feita pela psicanálise freudiana sustenta que é uma denúncia dos inúmeros casos de pedofilia existentes à época, com a figura do Lobo Mau se referindo aos pedófilos. 

Nos últimos dias, já foram presos quatro indivíduos pelo crime de estupro de vulnerável em São Félix do Xingu, entre pessoas da cidade e da zona rural. Dois deles – um homem de 48 anos, acusado de estuprar duas crianças de sete e nove anos de idade, e outro de 21 anos, acusado de estuprar uma criança de um ano de idade – foram presos e encaminhados para o presídio de Redenção.

Um casal de 24 e 18 anos, sendo a pessoa mais nova conivente com a prática criminosa, tiveram como vítima uma menor de 13 anos de idade. Ambos se encontram na delegacia de São Félix do Xingu, aguardando transferência para um presídio de maior complexidade.

O delegado de Polícia Civil Ricard Ribeiro firma o compromisso de combate à pedofilia, afirmando que muitas prisões ainda irão acontecer. Está liberada a caça ao Lobo Mau no município.

Por Paulo Francis – de São Félix do Xingu