PM salva homem de linchamento acusado de estupro de vulnerável

Ele foi retirado à força do local em que estava dormindo e surrado por populares, após notícia do que havia abusado sexualmente da enteada de 8 anos de idade. O acusado alega inocência
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Encontra-se preso na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, Luís Henrique da Silva, 35 anos, acusado de ter estuprado sua enteada, uma menina de 8 anos. Por volta das 7h30 da manhã deste domingo (22), ele foi arrancado por policiais militares das mãos de populares que haviam começado uma sessão de linchamento, após terem invadido um galpão onde ele dormia, no alojamento da W. Torre, no Bairro Nova Carajás.

Luís Henrique, que é de São Geraldo do Araguaia, vive com a mãe da menina há um mês e 20 dias e afirma que é inocente, diz que está tranquilo e espera que a perícia criminal possa esclarecer tudo e confirmar que ele não está mentindo e sim quem o acusa. “Deus está vendo, tenho minha mente limpa”.

Hoje cedo, o pai da garota recebeu uma ligação do líder da comunidade, contando que Luís Henrique havia abusado sexualmente a filha dele e que estava a sendo surrado pelos vizinhos. Imediatamente, o homem se deslocou até o galpão e chamou a PM, que salvou o acusado de ter morrido por linchamento. O pai da garota afirma que foi a própria filha que contou sobre o abuso e garantiu que ela não está mentindo.

(Caetano Silva)

Publicidade