Plebiscito: o Pará disse Não

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Maioria dos paraenses rejeitou a criação de novas unidades da Federação e manteve governo unido e sediado em Belém. Grande parte da população das regiões separatistas votou maciçamente pela divisão no plebiscito ocorrido ontem aqui no Pará. O evento serviu para mostrar que as divisões pleiteadas não eram desejo apenas de meia dúzia de políticos oportunistas. Serviu também para que toda a população tivesse condições de ver que a insatisfação pela política centralizadora do governo do Pará não é somente nas regiões separatistas.

O governador Simão Jatene, em pronunciamento logo após o encerramento da votação de domingo, afirmou que o Estado não tem condições financeiras para atender a demanda da população por uma saúde melhor, por uma melhor segurança, por melhor educação. Jatene propôs um novo pacto federativo. “Temos enormes dificuldades, mas não tenho dúvida que o único caminho é nos unirmos para superar os inúmeros desafios. Não dá para aceitar que neste país, os recursos naturais beneficiem as empresas e não se tornem em benefícios para seu povo. O sistema fiscal brasileiro é extremamente perverso com o Estado do Pará”, criticou Jatene.

Publicidade