Paysandu vence o Independente na Curuzu, mas está eliminado do Parazão 2019

O Papão precisava de no mínimo dois gols para levar a decisão da vaga para os pênaltis
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

A Fiel Bicolor bem que compareceu ao Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém, para empurrar o Paysandu Sport Club rumo a classificação para a final do Parazão 2019. Mas o sonho foi interrompido pelo Galo Elétrico. Na noite desta segunda-feira (8), pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Paraense, o Papão venceu o Independente, por 1 a 0, mas está eliminado, já que precisava derrotar o adversário por no mínimo dois gols de diferença para chegar a decisão.

O gol único do Paysandu foi assinalado pelo volante Caíque Oliveira, aos seis minutos do 2° tempo. Como havia vencido o primeiro jogo, por 3 a 1, no Estádio Navegantão, em Tucuruí, o Galo Elétrico ficou com a vaga para a final e vai decidir o Campeonato Paraense contra o atual campeão, o Clube do Remo. As duas equipes já decidiram o Parazão, em 2015, quando o Leão conquistou o bicampeonato para cima do Independente, vencendo por 2 a 0, em jogo único no Mangueirão, com dois gols do atacante Rafael Paty.

Com a eliminação, o Paysandu vai disputar o terceiro lugar contra o Bragantino em dois jogos. O primeiro no próximo sábado (13) e o segundo no dia (20). Por ter a melhor campanha, o Papão deve fazer o primeiro jogo em Bragança e o segundo em Belém. Já a grande final entre Remo e Independente vai ser realizada em dois jogos, com o primeiro no próximo domingo (14) e o segundo no dia (21). Como o Leão tem a melhor campanha, vai fazer o primeiro jogo em Tucuruí e o segundo na capital Belém. A Federação Paraense de Futebol (FPF) vai confirmar os locais e os horários das partidas.

O jogo: Papão 1 x 0 Galo – Paysandu eliminado do Parazão!

O Paysandu entrou em campo precisando fazer no mínimo dois gols para levar a decisão da vaga para a final para os pênaltis.  O Papão começou com tudo. Leandro Lima cruzou uma falta na área, o zagueiro Micael subiu sozinho e cabeceou para fora. Que chance perdida pelo time bicolor. O Galo Elétrico respondeu rapidamente, depois que Araújo roubou a bola e lançou para o atacante Joãozinho, que sozinho com o goleiro Mota, conseguiu chutar para fora e perder um gol feito.

Em um contra-ataque rápido do Independente, a bola chegou até o atacante Caça Rato, que acabou escorregando sozinho e perdendo outra boa chance para o time de Tucuruí. O Paysandu voltou a atacar, quando Bruno Oliveira cruzou da direita e o meia Nicolas subiu de cabeça, mas a bola foi em cima do goleiro Redson. O time do Galo não se intimidou com a pressão bicolor e saía de boa para o ataque. Renatinho arriscou um chute de longe e o goleiro Mota defendeu com muita segurança.

O meia Nicolas começou a chamar a responsabilidade, em uma bola que recebeu pela esquerda, mandou um chutaço de fora da área, a redonda passou pertinho da meta de Redson. Em uma falta para o Papão, Bruno Oliveira tentou mandar diretamente para o gol e acertou na barreira. A Fiel Bicolor foi a loucura. O desespero começava a bater nos jogadores do Papão. O zagueiro Victor Oliveira tentou lançamento na área e mandou a bola de presente para o lateral-esquerdo Mocajuba.

O Galo Elétrico era perigoso no contra-ataque. Em um deles, Caça Rato arrancou bem com a bola e não percebeu Joãozinho livre na esquerda e resolveu chutar, a bola foi em cima do goleiro Mota. O jogador do Independente foi “fominha” e perdeu uma boa chance. O Paysandu chegou com perigo, quando Paulo Rangel recebeu na área e chutou cruzado, o goleiro Redson chegou a tocar na bola, que foi na trave e voltou em cima do zagueiro que mandou para escanteio.

Leandro Lima cobrou falta para o time bicolor, o atacante Paulo Rangel chegou a tocar na bola que sobrou para o chute de Diego Matos, o lateral-esquerdo mandou para fora. Em uma jogada rápida do Galo Elétrico, Daelson tocou para Chicão, que disparou em cima do zagueiro Micael, na sobra houve o cruzamento da direita e o goleiro Mota saiu para fazer a defesa. Mocajuba cruzou na área, o zagueiro Dedé tocou de cabeça e a bola desviou em Micael, quase o defensor do time de Tucuruí marcava mais um gol contra o Papão. Uma parte da torcida do Paysandu vaiou o time na descida para os vestiários.

Na volta para o segundo tempo, o Paysandu marcou logo no início. Marcos Antônio cruzou falta na área, o goleiro Redson saiu de soco e a bola voltou para Caíque Oliveira, que mandou para o fundo do barbante, 1 a 0, aos seis minutos. O gol incendiou a Fiel Bicolor nas arquibancadas. O Galo respondeu. Araújo cobrou uma falta e o zagueiro Dedé subiu de cabeça, o goleiro Mota conseguiu fazer uma grande defesa e salvar o Papão do empate.

O Paysandu saiu rápido para o ataque, Vinícius Leite recebeu e mandou um chutaço, a bola foi por cima da meta do goleiro Redson. Em uma bobeira do time bicolor no meio campo, o Independente ganhou a bola, que foi lançada para Caça Rato, mas o atacante acabou cochilando e deixou Bruno Oliveira roubar a redonda na boa para o Papão. Outra vez Caça Rato, agora mandou um chute forte de fora da área, o goleiro Mota defendeu em dois tempos, quase o gol de empate.

O Paysandu teve uma chance de ouro, quando a bola foi lançada na área, o goleiro Redson afastou para frente e o zagueiro Charles acabou cometendo falta em cima de Nicolas. Na falta quase que frontal, Thiago Primão cobrou em cima da barreira. O Papão foi para a pressão. Outro lançamento na área, Redson saiu errado de sua meta e quase Paulo Rangel completou para o gol, a zaga do Galo Elétrico mandou para escanteio.

Na cobrança de escanteio, o zagueiro Victor Oliveira cabeceou e bola bateu na trave, quase o segundo gol bicolor. Novamente o time de Belém chegou com Vinícius Leite, que mandou para a área, Nicolas tocou de cabeça e o atacante Paulo Henrique perdeu um gol feito, tocando de canela. No contra-ataque do Galo Elétrico, Cabecinha ficou livre e chutou, a bola bateu no zagueiro Micael e foi para escanteio.

O Paysandu chegou no abafa. A bola ficou dentro da área para Nicolas, que se livrou da marcação e chutou, a redonda bateu na zaga e foi afastada pela defensiva do Independente. O árbitro Gustavo Ramos Melo levou a partida até aos 50 minutos. Placar final: Paysandu 1 x 0 Independente. O resultado não serviu e o time bicolor foi eliminado do Parazão 2019. Os torcedores do Papão reconheceram o esforço do time visitante e aplaudiram os jogadores do Independente na descida para os vestiários.

“Vamos pedir para que os dois jogos sejam aqui em Belém. Não temos nem como chegar em casa. Nós vamos ter que ficar aqui porque cortou a PA-263 que liga Goianésia a Tucuruí, não temo como. Os carros não estão passando por dois dias. Além do problema da Alça Viária da ponte de Moju que quebrou, tem esse problema próximo de Tucuruí. Amanhã vou oficializar para a FPF que os dois jogos sejam aqui. Primeiro que passaram a semana toda batendo no nosso campo até de maneira desrespeitosa para o nosso município. O Mangueirão é campo neutro”, afirmou Deley Santos, presidente do Independente, que vai solicitar a FPF os dois jogos da final para o Mangueirão.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Mota; Bruno Oliveira (Paulo Henrique), Micael, Victor Oliveira e Diego Matos; Caíque Oliveira, Marcos Antônio (Alan Calbergue), Thiago Primão e Leandro Lima (Vinícius Leite); Nicolas e Paulo Rangel. Técnico: Léo Condé

INDEPENDENTE: Redson; Daelson, Charles, Dedé e Mocajuba; Jarí, Chicão (Cabecinha) e Renatinho; Araújo (William Fazendinha), Joãozinho (Vinícius) e Caça Rato. Técnico: Charles Guerreiro

Árbitro: Gustavo Ramos Melo – CBF

Assistentes: Heronildo Sebastião Freitas da Silva – CBF e Luis Diego Nascimento Lopes – CBF

Quarto árbitro: Olivaldo José Alves Moraes – CBF

Cartões amarelos: Victor Oliveira, Marcos Antônio, Caíque Oliveira, Alan Calbergue e Nicolas (Paysandu); Araújo, Daelson, Mocajuba e William Fazendinha (Independente)

Gol: Caíque Oliveira, aos 6 minutos do 2° tempo para o Paysandu

Local: Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém

Renda: R$220.430,00

Pagantes: 7.320

Sócio Bicolor: 2.187

Credenciados: 1.700

Total: 11.207

Por Fábio Relvas / Fotos: Akira Onuma – O Liberal

Publicidade

Relacionados