Paysandu realiza testes específicos para Covid-19 em atletas, comissão técnica e funcionários

Aproximadamente 70 profissionais do Papão passarão pela testagem em hospital particular
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Foto: Jorge Luis Totti

Continua depois da publicidade

Após a liberação dos treinos presenciais por parte da gestão municipal da capital paraense, o Paysandu Sport Club iniciou, nesta quarta-feira (24), testagem para Covid-19 em aproximadamente 70 profissionais do clube – entre atletas, comissão técnica e funcionários. O grupo foi dividido em dois, e os testes seguirão nesta quinta-feira (25), no Hospital Porto Dias, no bairro do Marco, em Belém.

“Hoje, nós demos início à fase do acolhimento dos atletas, comissão técnica e funcionários, que vão começar a trabalhar com o futebol a partir da liberação da prefeitura. Então, hoje, passamos aqui pela fase de testes específicos para Covid-19. Foi colhido sangue periférico e análise através da pesquisa anticorpos IgM e IgG. A partir desse resultado, nós formaremos grupos específicos de treinos, onde iniciaremos a segunda fase de treinamentos,” explicou Edilson Andrade, médico do Paysandu Sport Club.

O elenco do Paysandu vai retornar ao estádio Leônidas Castro, a Curuzu, no próximo dia 1° de julho, voltando a treinar para futuras competições, de olho no Campeonato Brasileiro da Série C e no restante do Campeonato Paraense, que foi paralisado na oitava rodada, com o Papão liderando a primeira fase de forma isolada. Jogadores estão ansiosos pelo retorno do futebol.

“[Estou] feliz pelo retorno e por essa primeira etapa que a gente está passando, que é essencial acima de tudo. É testar-nos para ver se estamos todos bem. Espero que a gente possa ter um aproveitamento muito bom, de atletas, comissão e funcionários, sem testagem positiva. Muito feliz. Foram longos 90 e poucos dias de espera. Acho que é essencial pelo momento que estávamos passando. Felizmente, deu uma amenizada em Belém, então acredito que seja o momento certo e oportuno para estarmos voltando, retomando as nossas atividades – a gente não pode perder o ano. Obviamente, sempre muito seguro daquilo que estamos fazendo, mas a gente realmente precisa pensar no nosso retorno com o maior nível de segurança possível. Acho que é o momento certo e a gente espera voltar e voltarmos todos bem,” afirmou Nicolas, atacante do Paysandu e um dos primeiros a fazer o teste.

Além de todos os exames clínicos e fisiológicos pelos quais os bicolores irão passar antes de retornarem às atividades presenciais no gramado de jogo, todos que entrarem no estádio da Curuzu terão que passar pela cabine de higienização instalada nas dependências do Vovô da Cidade, no início desta semana. Tudo faz parte do protocolo de segurança do Paysandu, seguindo todas as recomendações dos órgãos responsáveis.

“A gente está respeitando as normas, as recomendações dos órgãos municipais e estaduais. Em relação aos testes, contamos aqui com todo o suporte tecnológico, técnico, estrutura do Hospital Porto Dias– que nos ofereceu uma ampla estrutura que nós pudemos realizar essa etapa na maior segurança possível. Além disso, tivemos o cuidado de dividir todo o grupo de trabalho em dois, um hoje e o outro vai vir amanhã, respeitando todas as normas de higiene. Tudo isso representou segurança contando com a ajuda do Porto Dias Saúde”, disse o médico do time.

Por Fábio Relvas / Foto: Jorge Luis Totti

Publicidade