Paysandu e Remo empatam no Estádio da Curuzu pelo jogo de ida das semifinais da Copa Verde

O Papão abriu 2 a 0 no primeiro tempo e o Leão foi buscar o empate na etapa derradeira
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Tudo igual no primeiro Re-Pa das semifinais da Copa Verde (Foto: Samara Miranda/Ascom Remo)

Continua depois da publicidade

Tudo igual. Assim terminou o clássico entre Paysandu Sport Club e Clube do Remo, válido pelo jogo de ida das semifinais da Copa Verde 2021. O duelo entre os rivais foi realizado na noite desta quarta-feira (1°), e acabou empatado em 2 a 2, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém. A partida de volta será realizada neste sábado (4), às 17h, no Estádio Evandro Almeida, o Baenão. Quem vencer avança para a decisão, em caso de novo empate, a vaga será decidida nos pênaltis.

O jogo: Clássico empatado na Curuzu!

O Paysandu começou pressionando o rival. Marlon cruzou rasteiro para Danrlei, que desviou para o gol e o goleiro Vinícius defendeu. Na sequência, Marlon roubou a bola da defesa remista e tocou para Laércio, mas o atacante parou na grande defesa do arqueiro azulino. Não demorou e o gol bicolor saiu: Danrlei tocou para Jhonnatan, que dominou e cruzou na medida para José Aldo abrir o placar, aos 13 minutos, 1 a 0 Papão.

O Remo estava perdido em campo e o Paysandu aproveitou para marcar o segundo. Após bola na área, o goleiro Vinícius afastou; na sobra, Danrlei chutou e Laércio desviou de letra para o fundo do barbante, aos 26 minutos, 2 a 0 para o time alviceleste. O Leão acordou, quando Felipe Gedoz tocou para Igor Fernandes, que chutou e parou na grande defesa do goleiro Victor Souza.

O time bicolor tentou novamente. Após cobrança de escanteio de Diego Matos, a zaga azulina cortou e, na sobra, Jhonnantan emendou quase do meio de campo, mas a bola se perdeu sem perigo pela linha de fundo. No segundo tempo, Felipe Gedoz recebeu passe dentro da área e girou para o gol – o goleiro Victor Souza espalmou para escanteio. O Paysandu puxou contra-ataque com Laércio, que finalizou rasteiro e a bola bateu na trave.

O Leão diminuiu. Igor Fernandes cruzou para Neto Pessoa, que girou com estilo e marcou, aos três minutos, o primeiro gol remista. Minutos depois, Tiago Mafra tocou para Neto Pessoa, que foi derrubado pelo zagueiro Yan dentro da área – a arbitragem marcou pênalti para o Remo. Neto Pessoa cobrou bem e deslocou o goleiro Victor Souza, aos dez minutos, 2 a 2, e fortes emoções no Estádio da Curuzu. 

Após uma jogada entre Anderson Uchôa, do Remo, e Jhonnatan, do Paysandu, o árbitro acabou expulsando o volante remista por agressão ao bicolor, aos 24 minutos. Na reta final, o Papão quase chegou: Willian Fazendinha cobrou escanteio, a zaga azulina cortou parcialmente e a bola sobrou para o chute de Alan Calbergue, mas o goleiro Vinícius mandou para escanteio. Placar final: Paysandu 2 x 2 Remo.

Por Fábio Relvas