Parauapebas

Parauapebas: vigilante mata adolescente com tiro na nuca

A Polícia Civil de Parauapebas está à procura de Ednilton Medeiros Costa, de 27 anos, acusado de ter matado a adolescente Daisy Zague Moura (foto), de 15 anos, com um …

DaisyA Polícia Civil de Parauapebas está à procura de Ednilton Medeiros Costa, de 27 anos, acusado de ter matado a adolescente Daisy Zague Moura (foto), de 15 anos, com um tiro na nuca. Ela foi atingida por ele na manhã da última sexta-feira (27), após a moto em que ela estava acompanhada de dois amigos efetuar dois “disparos de descarga” – efeito sonoro produzido quando o condutor da moto, com o veículo em movimento, desliga e liga a ignição repentinamente – ao passar pela moto em que Ednilton estava.

A Polícia Civil ouviu Maiqson Machado da Silva, o Max, que conduzia a motocicleta em que a jovem e outro amigo, identificado apenas como Maurício, estavam. Segundo ele, os três trafegavam pela Rodovia PA-275 em direção ao Hospital Municipal, onde Daisy visitaria um amigo que havia se acidentado, mas não ultrapassou a motocicleta conduzida por Ednilton, que conduzia na garupa o agente de portaria Darlan Alves Vieira, conhecido como Leôncio.

Maiqson diz que reconheceu Darlan e efetuou “dois disparos com a descarga da moto”, um antes e outro depois de ultrapassar o veículo. Ainda conforme Maiqson, Darlan chegou a cumprimentá-lo, mas o trio seguiu em alta velocidade, não tendo percebido que Ednilton passou a segui-los. Ao entrar na Rua 11, no Bairro Cidade Nova, Ednilton teria pegado uma rua contramão, se aproximado do trio e efetuado três disparos de arma de fogo.

Maiqson diz que apenas ouviu o primeiro estampido e ao olhar para trás visualizou o acusado disparando outras duas vezes. Ainda conforme o depoimento prestado por ele, Maurício deitou para o lado direito e mandou o condutor acelerar. Maiqson chegou a acreditar que Maurício havia sido atingido, mas em seguida foi informado de que a adolescente, que estava no meio dos dois, é que estava ferida.

De acordo com ele, imediatamente eles pararam a motocicleta, deitaram a adolescente no chão e pediram ajuda para alguns transeuntes. Um homem parou com o carro e removeu a jovem para o Hospital Municipal de Parauapebas. À tarde ela foi transferida para o Hospital Regional do Sudeste do Pará, onde morreu.

Maiqson contou à polícia que naquele mesmo dia Darlan o telefonou e afirmou que o atirador era novo na empresa e que ele estava trocando de turno no momento em que tudo aconteceu, acrescentando que havia comunicado o fato aos seus superiores. Darlan também prestou depoimento e informou que trabalhava como agente de portaria na mesma empresa que o atirador.

<SAMSUNG DIGITAL CAMERA>

Segundo ele, havia entrado no trabalho na noite anterior e pela manhã Ednilton havia levado um colega para substituí-lo e levava Darlan embora quando tudo aconteceu. Ele confirmou a versão de que a motocicleta na qual estava a vítima passou por eles e disparou a descarga. Em seguida, conforme ele, começou a perseguição e sacou o revólver de uma bolsa que carregava lateralmente, disparando três vezes. Darlan afirmou que ainda tentou bater na mão do acusado, mas este já havia disparado.

Em seguida ele foi levado para casa e disse que os dois não trocaram nenhuma palavra. Darlan garantiu que não viu que alguém havia sido ferido e que tinha visto Ednilton três vezes na vida. Além disso, acrescentou que não trabalha armado e não sabe dizer se o colega o fazia.

Segundo o delegado Thiago Carneiro, plantonista da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, o funcionário da empresa de segurança reagiu de forma desproporcional ao disparo de descarga de moto. ”A família procurou a Polícia Civil após a morte da jovem e imediatamente descobrimos quem era o autor do crime. Fizemos campana, tentamos localizá-lo para prendê-lo em flagrante e não conseguimos, mas já o identificamos e pedimos a prisão preventiva do sujeito, que se encontra foragido”, declarou.

O delegado acrescenta que se alguém o reconhecer Ednilton Medeiros Costa pela foto (com a arma que provavelmente foi usada no crime) deve procurar a polícia e denunciá-lo por meio do telefone (94) 3346-8189.

Fonte: Jornal Correio do Tocantins, com informações e fotos de Vela Preta

26 comentários em “Parauapebas: vigilante mata adolescente com tiro na nuca

  1. Pingback: Preso em S. Félix vigilante que matou adolescente por motivo fútil há 6 anos - ZÉ DUDU

  2. Esquilo jack Responder

    lamentavel nao to aqui pra acusar ou devender ninguem mas uma menina de 15 anos de madrugada mas dois rapazes numa moto sem capacete vamos ve que nem se quer cnh nehum tinha ai começaram a dar tiros no escapamento da moto ai o que um vigilante que trabalha numa profisão de risco pensa como parauapebas esta num roubo de moto excessivo podem querer roubar a moto que possivelmente ela da empressa aiai e que belo gesto de complimenta um amigo dando tiro de descarga numa moto de madrugada isso nao e complimentação e uma mulekagens por parte deles que se resultou numa tragedia lamentavel.

    mas tambem o vigilante foi errado deveria ter pensado bem antes de agir por enpulso mas que Deus Abençoe fAMILIA dessa Jovem E Der Forças pra elas superar essa perda.

  3. vanessa Responder

    eh lamentavel a perca de uma jovem tao nova tinha muita coisa pela frente para viver… mais DEUS sabe o q faz… so esperamos q a justiça seja feita…justamente…

  4. Anônimo Responder

    O problema é que a maioria de famílias pobres não sabem educar seus filhos, hoje vemos garotas de 16 anos já grávidas sem o mínimo pudor! Vemos nas maternidades pobres parindo filhos como ratos…Sou ainda to tempo em que filha só sai de casa quando for maior de idade e com consentimento dos pais. Tenho visto diariamente meninas que nem peito tem, estão nas garupas de motos com seus namoradinhos e os pais achando lindo. Tenho uma filha de 20 anos que só começou a namorar com 18 anos, sendo ela orientada e educada deste adolescente e hoje está na faculdade nem pensa nesse negocio de “ casar”, só depois de formada. O problema é que no Brasil famílias miseráveis se deixam levar pelas influencias das novelas, das músicas lek,lek,lek, funk e putaria.
    É só dar uma olhada nos finais de semana, meninas em garupas de motos, onde estão os pais? Sem duvida tomando cachaça nos botecos e suas mães fofocando com as vizinhas, os valores familiares estão distorcidos.
    Insisto em dizer que os pais são responsáveis sim, pela segurança e educação dos seus filhos. Não quero generalizar pois também desgraças acontecem nas melhores famílias. Porém, o índice é nas famílias pobres e miseráveis que não leem um livro, não vão a um cinema, não vão nas reuniões de pais nas escolas, não educam seus filhos dentro dos valores morais.
    Certo dia, vi uma criancinha de três anos dançando na “boquinha da garrafa” e a mãe achando lindo, quando essa mesma criança chama um palavrão acham lindo.
    Muitas garotas estão por ai vestindo roupas de putas, mostrando os peitos, bundas e os pais achando lindo.

  5. Anônimo Responder

    Eu tenho filhos n desejo essa dor a mae nem uma antes d tirar o traveiro d olho dos outro vamos tirar d nosso.e fato

  6. ZE Responder

    NADA JUSTIFICA O ATO DE COVARDIA…..MAS QUE PARAUAPEBAS É CHEIO DE RETARDADOS MENTAIS SOBRE DUAS RODAS ISSO TEM….ESSA IDIOTÍCE ABOMINÁVEL DE ATIRAR COM A DESCARGA É UM ATO DE UMA PESSOA QUE DEVE SER INTERNADA NO MANICOMIO!!

  7. anonimo Responder

    conheci ela mais nao entendo era pra mim uma crianca o que fazia na rua esse horario.sinto muito.

  8. Lestat Responder

    Meu pai já dizia: “Boa coisa faz quem está em sua casa em paz”.
    Se estivesse em casa não estaria morta.
    #FATO!

  9. luis Responder

    E Lamentavel mais não posso deixar de fazer um comentário. Eu passei as 05;40 hs. no local e vil a menina no chão, nos vivemos numa cidade muita violenta. E muitas familias não sabem criar seus filhos, o que essa menina de 15 anos fazia nesse horario, três pessoas em uma moto fazendo barulhos nas ruas da cidade. pais e mães olhe os seus filhos,olhe quo quem eles andam para que não morram mais jovem desta maneira.

  10. Lestat Responder

    O que é mais lamentável?
    O fato de que a garota morreu?
    O fato de que um psicopata desequilibrado anda armado livremente?
    O fato de que 3 pessoas estavam em uma moto mais uma vez?
    O fato de que esse “disparo” da descarga da moto é utilizado como artifício de provocação e perturbação no trânsito?

    Sinceramente, eu lamento unicamente que todo mundo nessa história poderia ter evitado a tragédia. A família pode até protestar e tudo, pedindo justiça em mais uma daquelas passeatas hipócritas por “paz no trânsito”, mas o fato é que essa garota não tinha que estar na traseira dessa moto no meio de dois elementos. Fica a dica para quem tem filhos e principalmente filhas e acha que sabe onde estão.

  11. Anônimo Responder

    Não quero justificar nada. Mas lamentavelmente os pais como sempre são culpados pelas desgraças dos seus filhos. Onde que uma filha minha com 15 anos estaria na garupa de motos? Tenho dois filhos ambos adolescentes, mas não abro mão de saber com quem estão, com quem andas e após 20h todos dentro de casa. Na escola a mesma coisa, esse negocio de namoradinho não cola, filha minha só namora quando for maior de idade, até lá tem que estudar e muito.

    • morador do complexo Responder

      anonimo das 14:09, voce me deixa triste com afirmaçoes como estas que responsabilizam exclusivamente os pais por tragédias envolvendo adolescentes. pelo que li no seu comentario mais parece que voce nao é pai, e sim mais um destes que sabem tudo mas nao tem nada,entao vejamos: a dor destes pais que perderam de forma trágica sua filha de 15 anos no minimo te sensibilizaria ja que disse ter filhos com idade parecida; na maioria das desgraças familiares o pai sabe tudo,conhece tudo ,é sempre o ultimo a saber o que realmente seus filhos planejam e fazem quando estao distante poucos metros dele.

    • Anônimo Responder

      ei vx nao sabe di nada agenti nao deve cospi pra cima por que si nao cai na cara o que vx ta falando hoje amanha vx ta pagaando com a mesma moeda

    • Leitor Responder

      Concordo com vc, tá certissimo. Talvez se os pais pudessem castigar seus filhos, cobrar, e por ordem em suas casas como se podia fazer antigamente não teriamos tantos crimes como esses, não teriamos tantos jovens matando os pais. Já ouvi muito dizerem: Pé de galinha não mata pinto. Hje um pai não pode mais nem castigar seu filho, que la vem o tal do conselho tutelar se meter. Numa hora dessas quero ver onde esta o estatuto, o conselho… Enquanto as jovens e os jovens estão por ai, em festas, boates, inferninhos, enxendo a cara de cachaça… Isso sim deveriam coibir. Essa cidade está um verdadeiro inferno.

      • Breno Oliveira lhp Responder

        Quando um adolescente quer ser “errado”. Ele vai ser errado.Quando quer ser “bonzinho”. Ele vai ser bonzinho. E dificilmente um pai e uma mãe vai mudar isso. Falo isso pq já fiz muitas coisas erradas na minha adolescência. E meus pais fizeram de tudo pra me mudar. e eu não mudava. Me arrependo de muitas coisas que eu fiz no passado. Você não sabe o quanto é triste um pai e uma mãe chorar por causa de um filho. Falo isso pq já fiz muito os meus país chorarem, e hoje me arrependo bastante. Eu não conhecia essa garota e ninguém de sua família. Mais eu tenho a plena certeza que eles fizeram de tudo por ela. Temos que respeitar a família dessa garota por que eles estão passando por um sofrimento que não desejo nem pro meu pior inimigo, que é uma perda trágica de um ente querido. Como deve esta sofrendo essa mãe “O ÚNICO AMOR QUE DEUS COMPARA AO SEU AMOR POR NÓS, É O AMOR DE MÃE” Por isso não coloque a culpa na família, pois eles são as principais vitimas. É fácil julgar as pessoas sem saber ao menos o que se passa com elas. É fácil apontar o dedo e dizer que ela está errada.

        • anonimo Responder

          este povinho que fica ai julgando e apontando dedos em culpado e que fazia e deixa-va de fazer, eles sabem muito falar, mas vai ver la na casa deles a filhinha e o filho são os santos perto deles, mas na rua são os filhos p…….. e quando os outros falam ainda falm que não e o meu filho………. si querem fala falem palavras de consolo pra familia, pq aqui na terra so quem da ssu julgamento e Deus e so ele pode aponta o dedo………., Então tenho filhos e não sei nem posso imaginar a dor de uma mae nesta hora, mais peço e oro a Deus para conforta seu coração neste momento tão dificil………

      • anonimo Responder

        e verdade, so digo e repito orem e eduquem seus filhos para que não aconteção com eles…….. e parem de falar o que vcs não sabem

    • anonimo Responder

      então coloca uma aramadura e uma mordaça para ela não falar e não tocar em ninguem ze mané

  12. morador do complexo Responder

    dois filhos da puta: o moleque palhaço que da tiro de descarga de moto,pois quem ja ouviu estes sabe que é igual a tiro de arma de fogo, e faz isso com real intensao de assustar as pessoas e sairem sorrindo. o animal que se era segurança armada deveria ter um minimo de trainamento para entender este tipo de comportamento de adolescente e nao cometer em ato barbaro e trágico como este. uma tristeza para os pais e para o país que perde mais um jovem com condiçoes de melhorar ao menos um pouco esta nossa sociedade.

  13. Eduardo B. de Lima Responder

    Uma empresa como a Proseguir deveria, no mínimo, dar capacitação psicológica e física para os funcionários que admite. Esse, claramente, não recebeu nenhum tipo de treinamento, apenas colocou um uniforme e se apossou de uma arma. Lamentável.

Deixe seu comentário