Parauapebas: sindicato cobra posicionamento da prefeitura sobre reajuste salarial dos servidores

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

images (2)No dia 19 de janeiro, o Sindicato dos Servidores Públicos de Parauapebas (Sinseppar) aprovou a proposta de reajuste salarial e vale alimentação de 2016. A proposta foi encaminhada para o gabinete do prefeito por meio de ofício, solicitando a abertura da mesa de negociação, mas até o momento o sindicato não recebeu resposta. Segundo o presidente do Sinseppar, Roberto Vieira, no início desta semana foi encaminhado um novo ofício à prefeitura, requerendo um posicionamento da instituição.

Sobre o assunto, a prefeitura informou que já constituiu oficialmente uma Comissão Permanente de Negociação de assuntos relacionados aos servidores. A comissão, segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, é composta por representantes dos seguintes órgãos e entidades: Gabinete do Prefeito, Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos (CTRH), Secretaria Municipal de Administração (Semad), Procuradoria Geral do Município (PGM), Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Câmara Municipal de Vereadores, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Parauapebas (Sinseppar), Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) e Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Pública do Estado do Pará (Sintesp).

A assessoria informou, ainda, que recebeu documento do Sinseppar referente à deliberação da categoria sobre reajuste salarial e vale alimentação 2016, mas que ainda não há uma previsão de reunião com o sindicato. A proposta aprovada pelos membros do Sinseppar foi a seguinte:

  • Reajuste Salarial (aprovada por unanimidade): 15% de aumento. Segundo o Sinseppar, a proposta é baseada na reposição inflacionária do INPC-IBGE acumulada de janeiro a dezembro de 2015 (11,28%), mais ganho (3,72%).
  • Vale Alimentação (aprovada por maioria absoluta): R$ 600,00. A proposta é baseada no valor da cesta básica praticada em Parauapebas (R$ 527,00) mais ganho (R$ 73,00).
  • Reajuste Judicial (aprovado por unanimidade): requer ao Município que cumpra integralmente a decisão que concedeu o reajuste judicial a todos os servidores municipais; que faça o pagamento imediato do referido reajuste aos os servidores que não estão recebendo; e que faça a correção no pagamento dos servidores que recebem a menor, conforme seguintes percentuais: Cargos de Nível Médio: 24,36% (com exceção de Auxiliar Adm. e Agente Trânsito); Agentes de Trânsito: 5,82%;  Demais Cargos: 8,82% (inclusive Auxiliar Administrativo).

Publicidade