Parauapebas: informação divulgada sobre doação de cadeiras de rodas não é verdadeira

Desde o início dessa semana, circula por grupos de aplicativo de mensagens e até em perfis de redes sociais, a informação de que cadeiras de rodas estariam sendo doadas no …

Mensagem_compartilhada[1]Desde o início dessa semana, circula por grupos de aplicativo de mensagens e até em perfis de redes sociais, a informação de que cadeiras de rodas estariam sendo doadas no município. No texto compartilhado consta a quantidade de unidades disponíveis para doação e a forma que elas serão entregues.

Trecho da mensagem compartilhada apresenta ainda o nome e contato de uma pessoa que estaria à frente do processo. “Pessoal, se conhecerem pessoas que estejam precisando de cadeiras de rodas, há 500 unidades disponíveis pra doação. Para receber uma cadeira, a pessoa precisa ter um laudo médico e estar cadastrada no CRAS [Centro de Referência de Assistência Social]. Depois disso feito é só telefonar para Vilma Wosiach 3297-7426 ou 8117-7426. Repassem, por amor!”, destaca o conteúdo.

Contatado na manhã desta sexta-feira (5) para dar detalhes da doação das cadeiras, o secretário municipal de Assistência Social, Alex Fontenele, explicou que a informação não procede e, portanto, é mentirosa. “Eu já tinha visto essa informação, inclusive, liguei nos números de telefones que estão na mensagem, mas eles não existem. Acredito que isso pode ser de outro estado”, disse, acrescentando que esse tipo de informação “prejudica o município e as pessoas também, porque elas perdem tempo indo atrás de algo que não existe”.

É preciso ter cuidado

Em 2015, uma informação igualmente compartilhada em grupos de aplicativo de mensagens e perfis de redes sociais também repercutiu em Parauapebas.

Na época, a mensagem dava conta da prisão do suspeito de ter assassinado a candidata a conselheira tutelar, Lorena Lima. Informação que logo foi desmentida pelo diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, delegado Thiago Carneiro.

Autoridades policiais afirmam que a “rede de boatos” pode, sim, gerar problemas, visto que as mensagens disseminam, na maioria das vezes, pânico e ódio. “É importante checar o que está sendo propagado”, lembra o delegado.

Um comentário em “Parauapebas: informação divulgada sobre doação de cadeiras de rodas não é verdadeira

  1. Vitor Freitas Responder

    Venho informar que era uma informação verdadeira, esses telefones são de Brasília. Esse evento ocorreu final do ano de 2015
    Foi dado pela Mãos que Ajudam (Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias).

    Abraços

Deixe seu comentário