Parauapebas: Prefeitura lança programa de fomento à produção agrícola

O projeto faz parte da programação alusiva ao aniversário de 33 anos da Capital do Minério e objetiva estimular a produção agrícola do município. O lançamento foi realizado em uma propriedade, no Cedere, onde foram plantados 24 mil pés de melancia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Visando fomentar a produção agrícola de Parauapebas, a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), lançou o programa de fomento às culturas de Ciclo Curto. O objetivo é dá suporte para a produção de hortaliças, frutas e grãos, incentivando o uso eficiente da terra ao longo do ano.

O lançamento foi realizado na última sexta-feira (14), como parte da programação do aniversário de 33 anos da Capital do Minério, com a presença de produtores na região do Cedere. A solenidade aconteceu na propriedade do Soli Borges, produtor rural há mais de 20 anos e que tem experiência com o cultivo de diversas culturas de ciclo curto.

“Os técnicos me ajudam na regulação do solo, ensinando como aplicar inseticidas e muito mais. Sem eles eu não conseguiria alcançar o volume e a qualidade da minha produção”, agradeceu o produtor rural.

Além do apoio técnico, os produtores também contam com o serviço de mecanização agrícola no preparo da terra, disponibilizado pela Sempror. “Nessa semana que a gente comemora 33 anos de emancipação do nosso município, estamos mostrando que, além do minério, nós temos a riqueza da terra”, reforçou Suely Guilherme, secretária adjunta de produção rural, que representou o titular da pasta, Milton Zimmer, durante o lançamento.    

Segundo Meireane Camargo, engenheira agrônoma da Sempror, o programa Ciclo Curto conta com uma equipe multidisciplinar composta por técnicos agrícolas, zootecnistas e engenheiros agrônomo que orientam os produtores sobre as melhores técnicas para produções que têm um tempo de duração curto entre o plantio e a colheita.

“O nosso programa trabalha em duas etapas, a primeira é essa, onde nós atendemos também a parte de hortaliças e o cultivo de melancia. A segunda etapa, ocorre no período das águas, quando a gente começa a orientação para o plantio de milho, mandioca, arroz e feijão”, explicou a engenheira agrônoma.

Os produtores interessados em participar do programa podem solicitar a adesão na sede da Sempror ou pelos números 3346-8220/8221.

Por Tina DeBord- com informações da Ascom PMP

Publicidade