Parauapebas

Parauapebas conhece os nomes dos possíveis candidatos a conselheiro tutelar

O processo de escolha dos novos conselheiros tutelares de Parauapebas, para o mandato compreendido de 2020 a 2023, entra para o fim da sua segunda etapa, com a divulgação nesta segunda-feira, 26, dos nomes dos 24 candidatos aprovados na prova escrita aplicada dia 21 deste mês.

Dos 105 candidatos inscritos, nove foram eliminados na primeira fase da eleição e uma candidata foi eliminada no ato da prova, que registrou a presença de 87 concorrentes. Com o resultado, se mantêm no páreo os seguintes candidatos: Elinete de Jesus Costa Fernandes, Edileuza Aparecida Correa Gonçalves, Marcia de Jesus da Silva, Maraísa Dias Barreira da Silva, Neil Armstrong Da Silva Soares, Rodrigo Ferreira Leal, Terezinha da Silva Oliveira, Carlene da Silva Barros, Vaurismar Santos do Nascimento, Gardenha De Souza Martins, Marcia Aguiar Barros, Vanderlei da Silva, Nathyele Melo Andrade, Edoilson Silva Sousa, Frank Barros da Paixão, Igor Vieira dos Santos, Líbia Ferreira Cutrim, Vanda Ferreira Nascimento, Maria da Conceição Marques Sousa, Lais de Sousa Conceição, Elenilton dos Santos Gomes, Rosane Sarges de Sousa, Ivanildo Braga da Silva e Alzenir Barbosa Rossy.

Mas, conforme informado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdcap), ainda cabem recursos contra o resultado das provas escritas. Recursos que podem ser apresentados à Comissão Especial Eleitoral até a próxima quinta-feira, 29, em petição escrita e fundamentada, no prédio do Comdcap, no horário das 8 às 14 horas.

Após o julgamento dos recursos, a Comissão Especial Eleitoral publicará no dia 2 de setembro a relação definitiva dos candidatos aprovados e aptos a concorrer à eleição pela comunidade. A relação será afixada no quadro de avisos da prefeitura, da Câmara Municipal, da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), do Comdcap, do Ministério Público e no link.  

Mesmo após a divulgação definitiva, ainda caberá recurso, que deve ser feito no período de 3 a 5 de setembro. Somente depois de julgados tais recursos, o resultado final será publicado, quando os candidatos poderão iniciar a propaganda eleitoral ao cargo de conselheiro tutelar.

A eleição está marcada para o dia 6 de outubro, das 8 às 17 horas, em escolas públicas, e com o uso de urnas eletrônicas cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Qualquer pessoa com título de eleitor poderá votar. Serão eleitos os dez candidatos mais votados, ficando como suplentes os outros dez nomes subsequentes que conquistarem maior número de votos.

Deixe seu comentário