Pará tem quase 130 mil inscritos na dívida ativa; veja lista dos 20 maiores

Levantamento do Blog revela que líder é uma tabacaria, cuja dívida bilionária é maior que PIB de 89% dos municípios do estado. Também há representantes da administração pública.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Apenas os 20 maiores devedores do Pará, com dívidas junto à Fazenda Nacional e ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), inscritos na dívida ativa da União, devem uma bolada que ultrapassa R$ 9 bilhões, o equivalente a um terço da arrecadação bruta prevista para a estado este ano. Mas esses 20 — 17 pessoas jurídicas e três pessoas físicas — são apenas um grão de areia num oceano de devedores, muitos dos quais já partiram ou faliram de vez.

O Blog do Zé Dudu visitou as informações públicas da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) para medir o tamanho da dívida dos paraenses com a União. O número de devedores é impressionante: 128.445 até as 10 horas da manhã desta terça-feira (28), quantidade atualizada diariamente. É como se toda a população de Redenção e Xinguara, juntas, estivesse em débito com a Fazenda Nacional.

De acordo com a PGFN, a lista de devedores, regulamentada pelas portarias nº 721, de 11 de outubro de 2012, e nº 430, de 04 de junho de 2014, apresenta a relação das pessoas físicas ou jurídicas que possuem débitos com a Fazenda Nacional e o FGTS inscritos em dívida ativa, na condição de devedor principal, corresponsável ou solidário. Na prática, a lista pode ser muito maior, uma vez que não estão relacionados devedores que tenham débito com exigibilidade suspensa ou que tenham ação ajuizada com o objetivo de discutir a natureza da obrigação ou seu valor, com o oferecimento de garantia idônea e suficiente ao juízo, na forma da lei.

Topo do ranking

A maior devedora do Pará é a American Virginia Tabacos, empresa que em 1998 abril sede em Ananindeua e, de lá para cá, contraiu dívida pública que hoje está quase impronunciável: exatos R$ 1.310.624.017,27 (para facilitar: um bilhão e trezentos e dez milhões de reais). A fim de fornecer a dimensão do tamanho dessa dívida, o Blog resolveu compará-la com a produção de riquezas dos municípios paraenses expressa em Produto Interno Bruto (PIB). A conclusão é impressionante: o que a tabacaria deve à União é maior que o PIB total de 128 municípios paraenses — ou seja, a dívida é maior que o PIB de 89% dos 144 municípios paraenses.

A cervejaria Cerpa é a segunda maior devedora à Fazenda Nacional, com R$ 911.372.553,06. É um montante superior à produção de riquezas de Novo Repartimento, um dos municípios com maior rebanho bovino do país e que colhe as benesses financeiras proporcionadas pelo reservatório da Usina Hidrelétrica de Tucuruí.

Entre os devedores há também representantes da administração pública, como a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), entidade da administração indireta sob a batuta do Governo do Estado. A Cosanpa é a terceira maior devedora, com débito total de R$ 796.580.911,89, um “PIB” em dívida ativa maior que a produção de riquezas anual de Tucumã.

E há prefeituras também. A de Barcarena é a maior devedora do Pará, na sexta posição, com dívida de R$ 513.430.141,04. Sétima mais rica do Pará, a Prefeitura de Barcarena acumulou receita líquida de R$ 378,5 milhões ano passado. Teoricamente, o município precisaria fechar as portas durante um ano e meio para quitar o débito junto à União.

No 20º lugar do ranking está a Prefeitura de Tucuruí, com dívida total de R$ 222.483.700,70, o equivalente a 73% da arrecadação líquida local. Para pagar a dívida integralmente com a União, Tucuruí precisaria paralisar tudo por três trimestres consecutivos, o que seria inviável. Além dessas, várias outras prefeituras estão penduradas na lista, que não parar de receber novos CPFs e CNPJs ilustres.

Confira o ranking público dos maiores devedores do Pará à União!

Publicidade

Relacionados