Operação Filisteu: Câmaras Criminas Reunidas do TJ-PA mandam libertar Jonas Conrado

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Jonas ConradoA Desembargadora Vânia Fortes Bitar, da Câmara Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, relatora, opinou  pela concessão e as Egrégias  Câmaras Criminais Reunidas concederam Habeas Corpus Liberatório para Jonas Conrado Sousa (foto), que, segundo a representação da autoridade policial pela prisão preventiva do paciente,  teria procurado a esposa de Edmar Cavalcante (Boi de Ouro), réu na ação penal resultante da operação denominada “Filiseu”, em Parauapebas, afirmando possuir influência sobre as autoridade do Ministério Público que poderiam favorecer a soltura do mencionado paciente, mediante o pagamento de determinada quantia em dinheiro.

O Alvara de Soltura foi encaminhado ao Superintendente do Sistema Penitenciário do Estado do Pará para que o réu seja colocado em liberdade.

Jonas Conrado, que era líder comunitário do Bairro Tropical, em Parauapebas, estava preso desde o dia 25 de julho passado.

Publicidade

Posts relacionados