Operação policial resulta na prisão de acusado de estupros em série em Xinguara

Ao ser abordado, o acusado acabou se entregando dizendo que "nunca havia mexido com mulher nenhuma", mesmo sem ninguém ter falado nada ao acusado.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Uma operação conjunta das Polícias Militar e Civil resultou na prisão de José Riuer Silva de Souza, acusado dos crimes de estupro tentado e consumado, em Xinguara, sudeste paraense. A prisão foi realizada pela equipe de policiais civis da Seccional do município em parceria com a policiais militares locais. Ele foi localizado após quatro meses de investigações, o acusado foi preso. Ele é apontado como responsável em abusar sexualmente, pelo menos, 15 mulheres na cidade e localidades adjacências.

Segundo o delegado José Orimaldo Farias, dois depoimentos ouvidos na Delegacia ajudaram a equipe da Polícia Civil a chegar até a identidade e o endereço do suspeito. Na casa de José, os policiais civis encontraram uma moto e peças de vestuário que foram reconhecidos por vítimas dos crimes.

Ao ser abordado, o acusado acabou se entregando dizendo que “nunca havia mexido com mulher nenhuma”, mesmo sem ninguém ter falado nada ao acusado. Na Delegacia, as mais de 15 mulheres reconheceram também o acusado sem dúvidas. Durante interrogatório, o acusado acabou por confessar os crimes alegando que era usuário de drogas e de álcool.

Segundo ele, enquanto estava sob influência dos entorpecentes e da bebida alcoólica, ele não tinha controle sobre o que fazia na rua. O preso alegou ainda que que pode ter praticado várias tentativas de estupro, mas que poucas foram os crimes consumados. Dentre as vítimas, três revelaram que foram estupradas. Após a confissão do acusado, o delegado Orimaldo solicitou a prisão preventiva do acusado ao Poder Judiciário. De pronto, a Justiça decretou a ordem de prisão.

Publicidade

Relacionados