Operação Fênix intensifica ações de combate a incêndios florestais no Pará

A operação envolve Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, com o apoio do Exército Brasileiro. Na semana passada, as ações se concentram em São Félix do Xingu, Parauapebas e Novo Progresso
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Operação Fênix intensificou as ações de combate a incêndios florestais no Pará

Continua depois da publicidade

O período de estiagem, associado ao hábito de realizar a limpeza de pastos usando o fogo, triplicam as ocorrências de queimadas nesta época do ano em quase todo o País. No Pará, o problema se agravou este ano e a força tarefa criada para combater incêndios florestais vem atuando de forma mais intensa desde o mês passado

A Operação Fênix envolve o Corpo de Bombeiros do Pará e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, contando com o apoio, em algumas regiões, do Exército Brasileiro. As ações de combate à incêndios e queimadas se concentram nas regiões que são polos da operação.

Na semana passada, militares atuaram nos municípios de São Félix do Xingu, Parauapebas e Novo Progresso. Em São Félix do Xingu, no sul do estado, homens do 10º Grupamento Bombeiro Militar/Redenção deslocaram-se juntamente militares do Exército Brasileiro, para realizar o monitoramento, avaliação e combate, caso necessário, na área da estrada vicinal sentido Vila Pombal, região Campo Verde.

O objetivo foi dialogar com os proprietários de fazendas e trabalhadores sobre os riscos de se tocar fogo em vegetação nessa época do ano, e mostrar que existe legislação que proíbe tal prática. Na última terça-feira (1º), no município, foi verificado um ponto de fumaça por trás de uma serra que faz divisa com uma fazenda, região conhecida como Boqueirão.

Segundo o comando da operação, o incêndio era em um pasto e seguia em direção a uma horta e uma plantação de bananas. A guarnição imediatamente realizou o combate com as mochilas costais e abafadores, criando aceiros (cortes na vegetação que evitam a propagação de incêndio). O incêndio foi extinto.

Em Parauapebas, na última quarta-feira (2), ocorreu um incêndio em uma região de mata. Diante da proporção da área, foram acionadas as guarnições do 23° Grupamento Bombeiro Militar e de Incêndio Florestal, contando ainda com apoio de brigadistas da empresa onde o fogo ocorria. Foram deslocadas para o combate três viaturas, e ainda o uso contínuo dos abafadores e bombas costais, que auxiliaram na não propagação do fogo.

Com o emprego rápido e persistente das técnicas usadas pelo efetivo do CBMPA, não houve vítimas no local. Já em Novo Progresso, na região oeste do Pará, os militares integrantes do 7° Grupamento Bombeiro Militar/Itaituba deslocaram-se da base com apoio de duas viaturas, juntamente com o Exército Brasileiro, para realizar o reconhecimento de possíveis novos focos e eliminar ou controlar os incêndios encontrados.

Na manhã da última quarta-feira (3), um incêndio foi identificado. As equipes percorreram toda a área, realizando o rescaldo e o monitoramento de pontos específicos para que não houvesse avanço do fogo.

Nas regiões sul e sudeste, que concentram boa parte dos focos de incêndio do estado, a Operação Fênix está com base montada em Marabá, Parauapebas e Redenção. 

(Tina Santos- Com informações do Corpo de Bombeiros)