OAB requer e CNMP irá oficiar MP para apurar assassinatos de advogados

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) irá oficiar nesta sexta-feira (31) o Ministério Público do Estado do Pará para que sejam apurados os 13 casos de assassinatos de advogados, que estavam no exercício da profissão. A decisão atende o requerimento apresentado, durante a sessão da última quarta-feira (29), pelo conselheiro, Walter Agra Júnior, representante do Conselho Federal da OAB.

Walter Agra explica que casos como esses são gravíssimos e que, o requerimento entregue no CNMP foi aprovado pelo plenário por unanimidade. “O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, irá oficiar ainda hoje. Também, conversei com o procurador-geral do Pará, Caio Trindade, para que haja esforços para apurar os crimes contra a vida desses advogados”.

O presidente do Conselho Federal da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, lembra que em dezembro esteve a seccional paraense para participar de audiência pública sobre os assassinatos e que na época, foi elaborado um ofício cobrando do CNMP providências. “A OAB está preocupada com os casos. O exercício da profissão deve ser respeitado, pois advogado amedrontado significa cidadão diminuído”.  

Desde 2011, 13 crimes foram praticados contra a vida de advogados em razão do exercício da profissão.

Deixe seu comentário

Posts relacionados