Mulher de oficial do Exército comete suicídio em Marabá

O caso se registrou por volta do meio-dia de ontem, na Vila Militar Castelo Branco. Inquérito Policial Militar será instaurado para apurar o infausto acontecimento
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

O Comando da 23ª Brigada de Infantaria de Selva vai instaurar Inquérito Policial Militar para apurar o suicídio da mulher do comandante do 23º Batalhão Logístico de Selva, tenente-coronel Andreos Souza, por volta do meio-dia de ontem (4), na Vila Militar Castelo Branco, em Marabá. Paralelamente, a Polícia Civil também vai investigar o caso.

É que informa a Assessoria de Relações Públicas da 23ª Brigada, em nota emitida ontem por volta das 23h30. A mulher, cujo nome não foi divulgado, atirou contra a própria cabeça e foi removida, em princípio, ao Hospital de Guarnição de Marabá.

Porém, devido à gravidade da lesão, foi transferida a um hospital particular onde haveriam equipamentos adequados àquele tipo de atendimento e um médico neurologista. Entretanto, ela não resistiu e morreu.

Em relação ao acontecimento, o Exército divulgou o seguinte comunicado: 

Nota de esclarecimento

“O Comando da 23ª Brigada de Infantaria de Selva lamenta informar que faleceu, na tarde de hoje, a esposa de militar do 23º B Log Sl. A dependente estava em sua residência, na Vila Militar Castelo Branco, quando cometeu suicídio. Foi evacuada para o Hospital Militar, mas não resistiu. Além dos procedimentos tomados pela Polícia Civil, será instaurado um Inquérito Policial Militar para apurar as circunstâncias que envolveram o fato. Todo apoio à família está sendo dado por este Comando, que se solidariza nesse momento de pesar”.

Publicidade

Relacionados