MPPA realiza entrevista com candidatos do Processo Seletivo para Analista Jurídico

São ofertadas 12 vagas para capital paraense, incluindo cotas para candidatos declarados negros, de cor preta ou parda.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Processed with VSCO with 6 preset

Continua depois da publicidade

A Comissão do 1º Processo Seletivo Simplificado do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) para contratação temporária de servidores para 12 cargos de Analista Jurídico, em Belém, deu prosseguimento nesta quarta-feira, 24 de novembro, à Terceira Fase do certame, com a entrevista de 39 candidatos e avaliação pela Comissão de Heteroidentificação dos candidatos que se autodeclararam negros.

Devido à adoção de políticas afirmativas pela instituição, foi adotado o sistema de cotas. No “PSS Ampla Concorrência” concorrem nesta fase 33 candidatos a 10 vagas e no “PSS Negros de cor preta ou parda” estão concorrendo 6 candidatos a 2 vagas. De forma pioneira e histórica o MPPA formatou a sua própria Comissão de Heteroidentificação.

Os 12 Analistas Jurídicos selecionados serão contratados pelo prazo de até um ano, prorrogável no máximo por igual período, uma única vez. A Terceira Fase foi realizada na modalidade presencial.

Os 6 candidatos que se declararam negros foram também convocados para participarem do procedimento complementar de heteroidentificação, realizado no auditório das Promotorias de Justiça da Infância e Juventude.

A Comissão de Heteroidentificação é integrada pela procuradora de Justiça Cândida de Jesus Ribeiro do Nascimento e pelas promotoras de Justiça Regina Luiza Taveira da Silva e Daniella Maria dos Santos Dias.

Após o encerramento dessa fase, serão computadas as notas atribuídas na fase anterior, somadas às notas da entrevista. Após a nota geral, será divulgada a classificação dos candidatos, com ampla publicidade.