Ministério apresenta solução para levar energia à Região Transgarimpeira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Parlamentares da bancada paraense no Congresso Nacional participaram ontem (24/02) de reunião com o ministro de Minas e Energia (MME), Eduardo Braga, para levar o pleito dos moradores da Região Transgarimpeira, no município de Itaituba, que pedem a eletrificação de residências do Distrito Moraes Almeida e das vilas de Crepurizão, Crepurizinho, Água Branca e São Domingos. Ao receber o pleito, o ministro propôs que a demanda seja incorporada pelo Luz para Todos, mas para isso, será necessário alterar as definições do programa por meio de decreto presidencial.  

“Irei levar uma proposta de minuta do decreto para a presidente Dilma na próxima semana. Para trazer esta demanda para a rede básica é preciso modificar o programa. Atualmente, a distribuição em linhas de 138 kV (linha trifásica de alta tensão) é de responsabilidade da concessionária. Nossa proposta é que para os estados da Amazônia Legal, o Luz para Todos possa incorporar essa demanda”, explicou o ministro.

DSCF5310 (1)

De acordo com o senador Flexa Ribeiro, a diretoria da Celpa alegou falta de recursos para fazer a distribuição à região e que o investimento seria inviável para a concessionária. “A solução apresentada pelo ministro foi melhor do que esperávamos. As concessionárias da região amazônica não tem condições nem interesse financeiro de levar energia para estas comunidades mais distantes das sedes do município, contudo, é necessário atender o pleito, que é legítimo desse grupo de paraenses”, afirmou o senador. Para Flexa, beira o absurdo o Pará ser um dos maiores estados exportadores de energia e ainda ter em seu território pessoas que vivem no escuro.

“Esta região contribui muito para o desenvolvimento do Brasil. É mais que justo que o país retribua com um tratamento diferenciado. Vejo que a proposta apresentada pelo ministro é bastante adequada e deverá resolver o problema de energia nas localidades do Pará. Iremos continuar acompanhando de Brasília para que a energia chegue a todos os cantos do Estado”, reforçou Flexa.

Após a sinalização por parte do ministro para solucionar a questão da distribuição de energia para a Região Transgarimpeira, a Comissão Pró-Energia – que vinha fechando a BR-163 há dez dias – confirmou a liberação da via. Eles deram 90 dias para que o Governo Federal apresente uma solução, caso contrário voltarão a bloquear a rodovia.

Para Ubiratan Filadelpho, da Comissão Pró-Energia, o movimento sai vitorioso com a sinalização por parte do MME em atender o pleito dos moradores da Região Transgarimpeira. “Iremos voltar ao município com esta boa notícia, esperançosos em sermos atendidos pelo governo. Além disso, saímos satisfeitos em poder contar com os nossos parlamentares atuantes no Congresso Nacional e que se mobilizaram desde o início para garantir a distribuição de energia na região”, enfatizou.

Por Yuri Age – Assessor de Imprensa do Senador Flexa Ribeiro

Publicidade