Marabá prepara concessão do transporte público municipal

Faturamento da empresa vencedora poderá chegar a R$ 879 milhões com tarifas durante os 20 anos em que contrato de concessão estiver vigente. Licitação acontece no final deste mês.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Foi encaminhado na última segunda-feira (30) ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) o processo em que a Prefeitura de Marabá trata da concessão do transporte coletivo urbano local. O governo de Tião Miranda vai, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Institucional, apreciar as propostas comerciais do menor valor de tarifa do serviço público no dia 30 de abril. A informação foi levantada com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu, que folheou as 24 páginas do edital da concorrência

O valor médio estimado pela prefeitura da tarifa como ponto de partida para a licitação é de R$ 3,76. A concessão tem prazo de 20 anos e, nesse período, o faturamento médio da empresa vencedora poderá chegar a R$ 878,62 milhões, conforme apurou o Blog ao analisar a memória de cálculo que fundamenta os valores. É que a conta da gestão marabaense considera um universo de usuários do transporte coletivo na maior cidade do sudeste do Pará estimado em 973,6 mil pessoas por mês — mas apenas pessoas que pagam tarifa integral. Não são consideradas desse universo as gratuidades.

De acordo com a Prefeitura de Marabá, a concessão tem em vista organizar e racionalizar o serviço de transporte público coletivo a fim de garantir o deslocamento da população com “regularidade, continuidade, eficiência, segurança, conforto, atualidade, generalidade, liberdade de escolha, cortesia na sua prestação, modicidade das tarifas, defesa do meio ambiente e do patrimônio arquitetônico e paisagístico, respeito às diretrizes de uso do solo e de pleno respeito aos direitos dos usuários e dos concessionários”. O governo Tião também diz que pretende implantar a operação plena da Rede de Transporte Coletivo de Marabá (RTCM), que inclui os serviços de integração, monitoramento e bilhetagem, entre outros serviços.

Curiosidades

O Blog levantou que a extensão média das linhas na RTCM estabelecida nas áreas urbanas é de 20,48 quilômetros, considerando-se o percurso completo de ida e volta, com variação de 7 Km (rota da Folha 10, 11, 12) a 34 Km (rota Murumuru). Segundo a prefeitura, as linhas com mais de 30 Km representam 19% do total. No horário de pico, o cumprimento médio das linhas é feito em 42 minutos.

São cumpridas 1.260 viagens em dias úteis, 850 aos sábados e 710 aos domingos. Os destinos mais frequentes são liderados pelos complexos Cidade Nova, Nova Marabá e Cidade Jardim, mas os maiores contingentes de usuários de transporte público estão nos núcleos Morada Nova e São Félix. O Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano (DMTU) estima que 41.580 passageiros sejam transportados nos coletivos de Marabá diariamente. É como se uma população inteira do tamanho da cidade de Rondon do Pará embarcasse no transporte público local o dia todo.

Publicidade