Marabá já tem mais de 200 famílias desabrigadas pela cheia dos rios

Na manhã desta terça-feira (4), os níveis dos rios Tocantins e Itacaiúnas já chegavam aos 11,38 metros acima do normal. A previsão é de que chegue até os 13 metros
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Diante das cheias dos rios Tocantins e Itacaiúnas, o nível da régua pluviométrica na manhã desta terça-feira (4) registrava 11,38 metros acima do leito normal, uma elevação de 20 centímetros nas últimas 18 horas. A Prefeitura de Marabá, em conjunto com o exército e governo do estado estão executando o Plano de Contingência.

A Defesa Civil já está com seis abrigos montados, sendo três na Marabá Pioneira (Z-30, Antiga Borges Informática, Cinco de Abril), dois na Nova Marabá (Folhas 31 e 32) e um na Cidade Nova (em frente à Obra Kolping). Outros dois estão sendo construídos: na Praça Paulo Marabá e na Avenida Sororó.

Além disso, o órgão dispõe de 18 caminhões para a mudança das famílias atingidas pelas cheias, seja para os abrigos disponibilizados pela prefeitura ou para a casa de parentes. Destes, seis veículos foram disponibilizados pelo Exército, com cinco soldados cada. No momento, 235 famílias estão sendo atendidas, sendo 103 em abrigos e o restante em casas de familiares.

De acordo com a Defesa Civil do município, os principais pontos de alagamentos são o bairro de Santa Rosa e Vila Canaã, na Marabá Pioneira, Folha 33, pontos do bairro Amapá, Carajás I e II e bairro Filadélfia, além do balneário do Taboquinha.

A Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac) está cadastrando essas famílias para acolhimento com atendimento médico, distribuição de kits de higiene pessoal, cestas básicas, colchões e água potável.

É importante informar que do dia 3 de janeiro até o momento, o nível do rio subiu de 3,78 para 11,38 metros. A previsão é que chegue a mais de 13 metros nos próximos dias.

(Ascom PMM)