Pará

Manifestantes ocupam Prefeitura de Tucuruí para pedir cassação de Artur Brito

Integrantes do Movimento Justiça e Paz ocuparam na manhã desta terça-feira (16) o prédio da Prefeitura de Tucuruí para pressionar as autoridades do Judiciário, Legislativo e do Executivo para que …

Integrantes do Movimento Justiça e Paz ocuparam na manhã desta terça-feira (16) o prédio da Prefeitura de Tucuruí para pressionar as autoridades do Judiciário, Legislativo e do Executivo para que dê prosseguimento e concluam as investigações sobre o assassinato do prefeito Jones Willian, executado a tiros em julho do ano passado.

Os manifestantes exigiam ainda a cassação do prefeito afastado Artur Brito e o indiciamento e a prisão de todos os envolvidos no crime que chocou a população.

Os manifestantes ocuparam o prédio do executivo às 6h da manhã e após quatro horas de ocupação, foram recebidos pelo prefeito Bena Navegantes e membros do governo. O prefeito enfatizou que o governo está à disposição das comunidades e lideranças para atender as demandas, mas não tem poder para decidir sobre investigações criminais e a cassação do prefeito afastado e que cabe ao Legislativo municipal realizar nova sessão extraordinária para cassar ou não o mandato de Artur Brito, abrindo assim a possibilidade de realização de novas eleições.

A Câmara Municipal retorna do recesso em 15 de fevereiro e o presidente da CMT, Rony Santos, reuniu com os membros da comissão para deliberar sobre o processo de cassação do prefeito afastado Artur Brito. Participaram da reunião no gabinete do prefeito Bena Navegantes, os secretários Hernandes Vaz, de Desenvolvimento Econômico, Pedro Paulo Barata, de Apoio a Segurança Pública, José Vieira, de Desenvolvimento Rural, e Tony Navegantes, Chefe de Gabinete.

Fotos Aldeney Moraes

Deixe seu comentário