Parauapebas

Maestro coroa pesquisa de mestrado com concerto de violão em Parauapebas

Jean Aguiar trabalhou com alunos da Escola “Euclydes Figueiredo” durante seis meses e o resultado pode ser visto na noite de ontem: um belo espetáculo musical!

Os apreciadores do violão foram presenteados na noite de ontem, quinta-feira (23), com o recital denominado “Concerto Didático Sua Majestade o Violão”, exibido no Centro de Cultura de Parauapebas. O espetáculo musical, que, em pouco mais de uma hora, atravessou 600 anos apresentando obras compostas desde a Renascença até o Século 20, ficou por conta de alunos do Ensino Médio da Escola Estadual “Euclydes Figueiredo”. A produção foi do maestro Jean Aguiar, resultado de pesquisa para o mestrado que ele está concluindo na Universidade Federal de Goiás, cujo tema é “Formação de plateia através de concerto didático de violão”.

Jean Aguiar começou o trabalho com os estudantes na faixa etária dos 14 aos 18 anos, no segundo semestre de 2018 e, agora, colhe os frutos. Foram seis meses divididos em quatro intervenções pedagógico-musicais: a primeira, com palestras realizadas para os alunos, sobre diversos temas musicais.

No segundo momento aconteceu um recital dos alunos, em que os estudantes tiveram de a oportunidade de apresentar a música deles, para que, segundo Jean Aguiar, hoje possam se ter essa contrapartida e ouçam outra música, desconhecida do universo deles. “Também é uma forma de dialogar com a vivência deles”, afirma o maestro.

A terceira atividade foi a oficina de violões e, por fim, a culminância das quatro ações, o concerto didático, cuja proposta de Jean Aguiar foi de que somente de obras para violão solo fossem executadas, com duas versões, que são transcrições para o violão. “Então, é o momento em que se celebra o violão, o instrumento mais popular do Brasil e que todos, desde muito tempo, têm acesso, que se executa em casa, na rua, na esquina, mas que as pessoas não conhecem esse outro lado que é o violão solista”, explica o maestro.

“Nós temos duas tradições de violão: o violão de acompanhamento e o violão solista. Eu venho trazer essa tradição do violão solista aqui para a apreciação desse público-alvo. Eu já venho preparando o repertório há mais tempo, estudando, selecionando, porque a escolha de repertório tem critérios. Optei só por obras criadas para violão”, explanou ele.

O objetivo do concerto – afirma Jean – foi situar a música ao longo do tempo. “Hoje nós ouviremos música, da Renascença ao Século 20. Teremos uma viagem no tempo, conhecendo músicas de épocas e de estilos diferentes, até chegar à música brasileira dos Séculos 19 e 20”, anunciou o maestro minutos antes do recital ao Blog do Zé Dudu. Entre os compositores brasileiros cujas obras foram executadas ele destacou Dilermano Reis, autor de “Conversa de Baiana”, um clássico da música brasileira: “Ele é um dos grandes nomes do nosso violão, popularizou o violão no Brasil, foi professor da filha de Juscelino Kubitscheck, que era um grande apreciador do violão, e deixou um legado enorme”.

Jean Aguiar vive com a família em Parauapebas desde os seis anos de idade, é servidor concursado da prefeitura lotado na Semed (Secretaria Municipal de Educação), mas já passou por vários outros setores e autarquias da administração do município, como Centro de Treinamento de Recursos Humanos e Secretaria Cultura, entre outros. Graduou-se em Licenciatura em Música, em Belém, na Uepa (Universidade do Estado Pará) e é pós-graduado em Regência Coral pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo. Já foi regente do Coral Municipal e, aprovado na seleção do Programa de Mestrado na Universidade Federal de Goiás, licenciou-se do serviço público municipal e entra na reta final do mestrado.

“Demos todo o apoio ao maestro Jean Aguiar nesse trabalho e estamos muito felizes com essa parceria, que mostra outro caminho aos nossos jovens. Temos engatilhados vários projetos ainda para este ano, para junho, julho, vencidos os processos licitações. Trata-se da promoção de bons eventos para valorizar os produtores da região e levar a arte a Cultura para aponta, que é a população da periferia. Nosso objetivo é também transformar a vida dos jovens desses locais, para que, pela cultura, não enveredem pelo caminho da criminalidade”, declarou o secretário municipal de Cultura Saulo Ramos. 

Na plateia, entre outras autoridades e personalidades, o presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, vereador Luiz Castilho (Pros), aplaudiu bastante e disse que disse ter ficado impressionado, “encantado mesmo”, com a qualidade da técnica e o “nível de perfeição” com que os alunos da Escola “Euclydes Figueiredo” mostraram ao executar as peças musicais ao violão.

Por Eleutério Gomes – de Marabá

Um comentário em “Maestro coroa pesquisa de mestrado com concerto de violão em Parauapebas

  1. Baden Powell Responder

    Que coisa bacana, parabéns ao idealizador e realizador. Um trabalho sem sobras de dúvidas de muito bom gosto e qualidade. Sucesso sempre.

Deixe seu comentário