Mãe assiste o filho adolescente ser executado por pistoleiros em Parauapebas

O rapaz estava na porta de casa quando dois desconhecidos chegaram e o assassinaram. O crime aconteceu no Bairro da Paz
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil, em Parauapebas, instaurou inquérito para apurar a execução do adolescente Kelvyn Assunção Morais, 17 anos. O jovem foi assassinado com dois tiros na cabeça, por volta das 21h de ontem, quarta-feira (22), na porta da casa da mãe dele, no Bairro da Paz. Os executores foram dois desconhecidos que chegaram em uma motocicleta. A mulher assistiu a tudo, mas nada pode fazer para livrar o filho da morte. 

No local a mãe do adolescente mantém uma venda de espetinhos e, enquanto ela trabalhava, o rapaz estava sentado em uma cadeira, na porta da casa, jogando em um telefone celular. De repente, uma moto chegou e o homem que estava na garupa fez um primeiro disparou contra o crânio do adolescente. Quando o jovem caiu, o desconhecido atirou novamente na cabeça dele. Após a execução os matadores se retiraram em alta velocidade.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamado e uma ambulância removeu o jovem ao Hospital Municipal, mas ele morreu minutos depois de ter chegado à casa de saúde.

Kelvyn Assunção Morais morava atualmente em Tucuruí e estava em Parauapebas havia poucos dias. Ele já havia cumprido medidas socioeducativas.


Morte em consequência de acidente de trânsito

Francisco Eduardo

Aline Lorrany Almeida de Mesquita compareceu nesta quinta-feira (23) à 23ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas para registrar a morte do tio dela, Francisco Eduardo Rodrigues da Silva, 33 anos, ocorrida hoje, no Hospital Municipal.

No Boletim de Ocorrência, ela relata que, no último dia 19, por volta das 4h da madrugada, Francisco pilotava uma motocicleta Honda Biz, vermelha, quando bateu em outro veículo, não identificado. O acidente aconteceu na Rodovia PA-160, na passarela próxima do Bairro Alto Bonito.

(Caetano Silva)

Publicidade