Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Irmãos de José Iran dizem que ele é inocente e pedem liberdade

Fazendeiro e filho acusados de chefiar milícia armada estão presos há uma semana e juíza fará audiência hoje

Participando dos protestos de pecuaristas em frente o Fórum de Marabá, Agnaldo dos Santos Lucena e Cristiano Lucena, irmãos do pecuarista preso pela DECA (Delegacia de Conflitos Agrários) há exatamente uma semana, afirmam que ele é inocente e pedem a liberdade dele e do filho, Mateus Lucena, que também foi preso na mesma operação, denominada “Longa Manus”.

Produtor rural do município de Filadélfia, no norte do Estado do Tocantins, Agnaldo também veio a Marabá para participar da manifestação promovida por pecuaristas da região. Ele disse à Reportagem do Blog que Zé Iran é um homem trabalhador e que não vive de praticar atos de violência contra a pessoa, como está sendo acusado. “Não concordo com a prisão dele e até agora não sabemos a real motivação, porque essa história de milícia armada não existe, tenho certeza de que não ele desenvolvia esse papel. Viemos também dar uma força para o Zé e ficar na torcida por uma audiência que será realizada hoje no Fórum de Marabá. Esse é um protesto pacífico, contra o sistema que massacra os produtores”, alfinetou.

Veja também:  DECA desmente cárcere privado em fazenda invadida em Itupiranga

Agnaldo diz que as invasões de terra têm atrapalhado muito a vida dos fazendeiros, que não estão conseguindo produzir com a segurança que o Estado deveria proporcionar.

Cristiano Lucena, também irmão de José Iran Lucena, disse que a juíza Renata Guerreiro decretou sigilo nas investigações e os familiares não estão conseguindo saber a real causa da prisão. “Nós, da família, e também os amigos, suplicamos para que esse mal entendido seja resolvido e meu irmão e sobrinho sejam soltos, porque são produtores e empregadores”, opinou.

Ulisses Pompeu – de Marabá

Deixe uma resposta